Bonzinho, Massa diz estar preparado para qualquer tipo de prova

quinta-feira, 30 de outubro de 2008 17:11 BRST
 

Por Camila Moreira

SÃO PAULO (Reuters) - Com a possibilidade de chover tanto no treino classificatório de sábado quanto durante o Grande Prêmio do Brasil no domingo, Felipe Massa garante que é "bonzinho" quando se trata de concentração e que está preparado para tudo - uma corrida tranquila ou mesmo uma prova do tipo loteria.

"Pode ter uma corrida cheia de novidades, ou totalmente normal, depende muito da condição. O Fisichella ganhou uma corrida totalmente estranha, e tem que estar preparado para tudo. Uma corrida loteria pode ser bom ou ruim", avaliou Massa, lembrando da vitória de Giancarlo Fisichella em 2003, ratificada apenas uma semana depois após uma corrida caótica na chuva.

A previsão do tempo indica 60 por cento de possibilidade de chuva tanto no sábado quanto no domingo, com temperatura por volta dos 20 graus Celsius. Massa está sete pontos atrás de Lewis Hamilton, da McLaren, na classificação geral e para garantir o título precisa vencer a prova e torcer para que o inglês fique no máximo em sexto lugar. Ainda assim, com esse resultado o título só será brasileiro porque Massa terá mais vitórias, já que os dois terminarão empatados com 97 pontos.

Qualquer que seja o tempo durante a prova, Massa está confiante em tornar-se o primeiro brasileiro a conquistar um título desde Ayrton Senna em 1991. Mesmo que tenha que correr debaixo de chuva.

"Recebi algumas críticas de que não sei guiar na chuva. É engraçado, porque na minha carreira sempre que chovia eu ganhava. Para o carro influencia muito, não é novidade que o nosso carro em condições de muita chuva, com temperatura do pneu baixa, sofre. Mas nunca pensei que não fosse capaz de guiar na chuva", afirmou ele em entrevista à imprensa nesta quinta-feira.

Se conseguir tirar a diferença, Massa entrará para a história como o segundo piloto a conquistar o campeonato correndo em casa - antes, somente o italiano Giuseppe Farina, em Monza, em 1950, levantou o troféu diante de sua torcida.

Entretanto, Hamilton quer ser o primeiro britânico desde Damon Hill em 1996 a conquistar o título, e ainda de quebra tornar-se o mais jovem campeão da Fórmula 1, aos 23 anos.

Massa, entretanto, conta com a vantagem de correr em casa. Não apenas da torcida, mas também de conhecer muito bem a pista de Interlagos e pelo histórico da Ferrari em São Paulo. Em 2006 o brasileiro foi o vencedor, e ele só não subiu no degrau mais alto do pódio no ano seguinte porque teve que abrir mão da vitória para que seu companheiro de equipe, Kimi Raikkonen, ficasse com o título.   Continuação...

 
<p>Felipe Massa, da Ferrari, cumprimenta Lewis Hamilton, da McLaren durante uma coletiva da FIA em S&atilde;o Paulo. REUTERS/Paulo Whitaker (BRAZIL)</p>