"Nem vi por onde o Hamilton passou", diz Glock

domingo, 2 de novembro de 2008 20:54 BRST
 

Por Tatiana Ramil

SÃO PAULO (Reuters) - O alemão Timo Glock tornou-se, involuntariamente, o vilão de Felipe Massa e da torcida brasileira neste domingo. Ultrapassado por Lewis Hamilton na última volta do Grande Prêmio do Brasil, o piloto da Toyota disse que estava concentrado em controlar seu carro, com pneus para pista seca, sob a chuva que caiu no final.

Glock estava na quarta colocação até a última volta, com Sebastian Vettel em quinto e Hamilton em sexto, o que garantiria o título da Fórmula 1 ao brasileiro da Ferrari, líder da prova. Porém, o piloto da Toyota não conseguiu manter a posição nos últimos metros, sendo superado tanto por Vettel, da Toro Rosso, como por Hamilton, que ficou com o quinto lugar, exatamente o que precisava para ser campeão.

"Estava concentrado na minha corrida. Não sabia que eu era o fator decisivo para o campeonato naquele momento. Só tentei fazer o meu melhor, estava difícil. Não vi onde Lewis passou, não sei se foi na última curva ou antes", declarou Glock aos jornalistas ao final da prova, em que ele acabou em sexto.

"Quando o Lewis me passou, eu só estava preocupado em manter o carro na pista. Foi uma situação de corrida, eu não estava lá para ajudar Felipe ou Lewis."

Glock fez a última volta em 1min44s731, enquanto Massa, por exemplo, terminou a 71a volta em 1min27s721. O alemão não entrou nos boxes para trocar pneus quando a chuva recomeçou em Interlagos --choveu também pouco antes da largada --, como a maioria dos pilotos, e sofreu no final.

O alemão fez questão de ressaltar que não foi ele quem decidiu o título em favor do britânico, e disse que ainda não havia conversado com Massa.

"Eu não poderia ter feito nada diferente. Sinto por ele (Massa) mas não foi isso que definiu (o título). Aconteceram 17 corridas antes", afirmou.

Massa, que terminou o campeonato apenas um ponto atrás de Hamilton, mostrou pouca disposição para falar com Glock.   Continuação...

 
<p>O piloto da Toyota Timo Glock, &agrave; frente de Sebastian Vettel. Na &uacute;ltima curva, Vettel e Hamilton o ultrapassaram, o que tornou Hamilton o l&iacute;der do campeonato, um ponto &agrave; frente do vencedor da corrida, Felipe Massa REUTERS/Sergio Moraes (BRAZIL)</p>