Dunga foge de polêmica mas diz que foi campeão como Maradona

segunda-feira, 3 de novembro de 2008 16:25 BRST
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Acusado por Diego Maradona de ter sido um jogador violento, o técnico Dunga utilizou as palavras com habilidade para fugir de uma polêmica com o novo treinador da seleção argentina.

Em uma de suas primeiras entrevistas como novo técnico, Maradona afirmou, na semana passada, que seu time não jogará como o Brasil de Dunga, já que o ex-capitão do Brasil era um jogador que batia em campo, enquanto ele, Maradona, se esquivava.

Mas Dunga decidiu não entrar na polêmica e minimizou a rivalidade, afirmando que, apesar de ter sido menos talentoso do que o argentino, ambos conquistaram cada um uma Copa do Mundo.

"Fico feliz porque pude competir com o Maradona e ganhei tanto quanto ele em termos de seleção, mesmo tendo um talento bem inferior ao dele", afirmou Dunga a jornalistas, nesta segunda-feira, ao ser perguntado como se sentiu ao ouvir os comentários do argentino.

"Na liberdade de expressão, cada um se coloca da sua forma. Deus nos dá um talento para cada um. Ninguém é igual", acrescentou o treinador, após convocação da seleção brasileira para o último jogo do ano, contra Portugal, este mês, em Brasília.

Os duelos Dunga e Maradona tiveram como ápice o jogo das oitavas-de-final da Copa de 1990, na Itália, quando a Argentina venceu por 1 x 0, gol do atacante Claudio Caniggia, após jogada de Maradona.

Depois dessa derrota, Dunga deu a volta por cima no Mundial seguinte, nos Estados Unidos, quando sagrou-se campeão do mundo como capitão da seleção brasileira. Nesse Mundial, Maradona foi suspenso por doping. O argentino também conquistou um título mundial como capitão de sua seleção, em 1986, no México.

Apesar da pouca experiência de Maradona como treinador, Dunga acredita que o ex-jogador poderá ter sucesso à frente da seleção argentina. O próprio Dunga estreou como treinador já na seleção brasileira, em 2006, e conquistou o título da Copa América de 2007 em sua primeira competição oficial à frente do time.

"O tempo é que nos vai dar uma resposta, agora, a experiência dele como jogador favorece", afirmou Dunga, que ainda deu um conselho a Maradona. "Tem que mudar a forma de pensar, de agir, ter um controle maior sobre o grupo. São situações totalmente diferentes."

"Tanto se cobrava que ex-jogadores assumissem a função de treinador, diretor... a gente torce para que isso dê certo e que abra mais espaço para outros", finalizou.