Tóquio teme que Obama possa ajudar Chicago em disputa por Jogos

quarta-feira, 5 de novembro de 2008 10:06 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - Autoridades olímpicas japonesas temem que a vitória de Barack Obama na eleição presidencial dos Estados Unidos possa atrapalhar a candidatura da capital Tóquio para sediar a Olimpíada de 2016.

Dirigentes esportivos de alta patente do Japão expressaram preocupações de que o sucesso de Obama possa dar a Chicago, sua cidade natal, um grande impulso no processo de escolha para sediar os Jogos. Tóquio, a primeira cidade asiática a sediar uma Olimpíada, em 1964, enfrenta ainda como adversários Madri e Rio de Janeiro, além de Chicago, na disputa para sediar os Jogos a serem realizados após a Olimpíada de Londres-2012.

"Eu me pergunto como os membros do COI (Comitê Olímpico Internacional) irão reagir quando Obama aparecer na apresentação de Chicago", disse o presidente do Comitê Olímpico Japonês, Tsunekazy Takeda, à mídia local, nesta quarta-feira.

"Obama é bom em discursos e muito popular", acrescentou o membro do comitê Tomiaki Fukuda. "Isto pode ser um problema para o Japão".

"Isto não era inesperado", disse Ichiro Kono, chefe do comitê de Tóquio para 2016. "Nós ainda temos trabalho para fazer. É positivo que um defensor das Olimpíadas se torne presidente".

A eleição para a cidade que vai sediar os Jogos de 2016 será em outubro do próximo ano, durante conferência do COI em Copenhague.

(Reportagem de Alastair Himmer)