FIA muda regras de direção de prova na F1 para reduzir polêmicas

quarta-feira, 5 de novembro de 2008 17:19 BRST
 

PARIS (Reuters) - As regras de direção de provas serão revisadas na próxima temporada da Fórmula 1 em uma tentativa de reduzir o número de decisões polêmicas, informou a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) nesta quarta-feira.

A duração dos motores será prolongada de duas para três corridas em 2009, e o Grande Prêmio da China será promovido em abril, em vez de outubro, disse a FIA em nota depois de uma reunião de seu conselho mundial em Paris.

A FIA publicou um calendário com 17 corridas do qual o Canadá e a França foram retirados, como planejado.

Diretores de prova nacionais, segundo a FIA, terão de observar no mínimo uma corrida antes de exercer as funções oficiais pela primeira vez.

Um novo sistema de replays estará disponível para os diretores de prova e todos os incidentes serão investigados e as ações serão tomadas durante a corrida, a não ser que mais evidências sejam necessárias, acrescentou a FIA.

Uma explicação por escrito da decisão dos diretores será publicada no site da FIA depois da corrida.

Ex-pilotos também poderão se inscrever para licenças de diretor de prova nacional.

As direções de prova, compostas por um painel de um integrante nacional e dois internacionais, tomaram diversas decisões polêmicas na temporada, algumas das quais levaram a apelações das equipes.