Djokovic derrota Del Potro na abertura do Masters Cup

domingo, 9 de novembro de 2008 13:09 BRST
 

XANGAI (Reuters) - O segundo cabeça-de-chave Novak Djokovic se impôs sobre o argentino e sétimo cabeça-de-chave Juan Martin del Potro com parciais de 7-5 e 6-3 na partida de abertura do Masters Cup neste domingo.

Na segunda partida do dia, o quarto cabeça-de-chave Nikolay Davydenko derrotou o sexto cabeça-de-chave Jo-Wilfried Tsonga em 6-7, 6-4 e 7-6 depois de conter uma recuperação dramática do francês no terceiro set diante de uma platéia em êxtase.

Tsonga, que perdia o terceiro set por 5-2, lutou a ponto de salvar um match point e vencer três games consecutivos, mas não conseguiu fazer nenhum ponto no tiebreak.

O sérvio Djokovic quebrou o serviço de del Potro para fechar o último game no primeiro set, e depois de um início de segundo set disputado voltou com força e venceu com uma sucessão de aces os três últimos games.

Djokovic disse que sua experiência no Masters Cup do ano passado --de onde saiu sem vitórias-- o ajudou a conter o agressivo del Potro, que faz sua estréia como o mais jovem tenista no torneio de U$4,55 milhões.

"Ele cometeu alguns erros não forçados nos momentos importantes, e eu aproveitei minhas chances sabiamente", disse Djokovic a jornalistas. "Nos momentos importantes eu joguei meu melhor tênis."

Roger Federer vai estrear como primeiro cabeça-de-chave no torneio de uma semana de duração depois que o número um do mundo Rafael Nadal desistiu por culpa de uma contusão. Federer quer se tornar o terceiro tenista da história a obter cinco títulos de final de temporada.

 
<p>Novak Djokovic da S&eacute;rvia acena ap&oacute;s vencer o argentino Juan Martin Del Potro no Master Cup em Xangai. O segundo cabe&ccedil;a-de-chave Novak Djokovic se imp&ocirc;s sobre o argentino e s&eacute;timo cabe&ccedil;a-de-chave Juan Martin del Potro com parciais de 7-5 e 6-3 na partida de abertura do Masters Cup neste domingo. 9 de setembro.REUTERS/Stringer (CHINA). CHINA OUT. NO COMMERCIAL OR EDITORIAL SALES IN CHINA.</p>