México vai se ajustar ao técnico Eriksson, diz presidente

terça-feira, 11 de novembro de 2008 11:35 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - O presidente da Federação Mexicana de Futebol, Justino Compean, está confiante que a seleção mexicana irá se recuperar após resultados insatisfatórios nas últimas duas partidas e avançará para a próxima etapa das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010.

A seleção mexicana, liderada pelo ex-técnico da Inglaterra Sven-Goran Eriksson, precisa pelo menos de um empate contra Honduras, fora de casa, na partida de 19 de novembro, para chegar à rodada final das eliminatórias da Concacaf.

"Nós estamos em primeiro lugar no grupo, mas por um fio, e isso não é confortável", disse Compean durante um simpósio sobre futebol em Los Angeles, na segunda-feira.

"Nós não pensamos que teríamos de nos esforçar tanto nas rodadas de classificação. Nós não temos resultados bons o suficiente jogando como visitante, e não atingimos a meta que queríamos. Estamos preocupados porque nossa expectativa era já estarmos classificados", disse ele.

"Mas nós vemos uma luz no fim do túnel. Nós vamos, com certeza, avançar para a próxima etapa", acrescentou o dirigente.

O México sofreu um choque na derrota de 1 x 0 para a Jamaica, no último mês, antes de empatar por 2 x 2 com o Canadá. A seleção mexicana lidera seu grupo com 10 pontos, um a mais que Honduras.

Sob o comando do sueco Eriksson, o México perdeu três partidas fora de casa, sendo um amistoso e dois jogos das eliminatórias. A derrota para a Jamaica deu mais munição à crítica que já vinha dizendo que Eriksson não está pronto para a América Central.

"Eriksson foi contratado para fazer algo além do que ele já fez", disse Compean. "Ele foi bem-sucedido na Europa, em país onde o futebol é competitivo -- Itália e Portugal -- e ele levou a seleção inglesa duas vezes para as quartas-de-final da Copa do Mundo."

"Ele chegou com ótimas idéias e aceitou o desafio, dando mais um grande passo profissional, mas o que importa são os resultados", disse Compean.

(Reportagem de Mark Lamport-Stokes)