14 de Novembro de 2008 / às 14:30 / 9 anos atrás

Sete modalidades travam disputa por inclusão nos Jogos de 2016

<p>Foto de arquivo de um jogo de r&uacute;gbi entre Samoa e Fran&ccedil;a, na Sydney, no dia 9 de novembro.Daniel Munoz</p>

Por Karolos Grohmann

ATENAS (Reuters) - Sete modalidades esportivas, em disputa por duas vagas no programa dos Jogos Olímpicos de 2016, apresentaram nesta sexta-feira suas credenciais ao Comitê Olímpico Internacional (COI).

Caratê, golfe, squash, rúgbi, patinação, beisebol e softbol estão na briga pelas duas vagas em aberto na programação.

"É crucial o fato de as maiores organizações do golfe estarem nos dando apoio. E o envolvimento dos principais jogadores é igualmente importante", afirmou à Reuters, depois de sua apresentação à Comissão de Programação do COI, em Lausanne (Suíça), Peter Dawson, diretor-executivo do Royal and Ancient Golf Club.

A candidatura do golfe incluiu a apresentação de vídeos nos quais apareceram, entre outros, os jogadores número um do mundo nas categorias masculino, Tiger Woods, e feminino, Lorena Ochoa, dando apoio à inclusão da modalidade na Olimpíada.

Dirigentes do squash apresentaram ao presidente do COI, Jacques Rogge, um pôster no qual os maiores jogadores da modalidade comprometiam-se com os Jogos.

O COI, que votará em sua próxima sessão, em outubro, a respeito das 26 modalidades existentes atualmente na programação e sobre a inclusão de duas outras, disse que a participação de jogadores de ponta nas Olimpíadas era um pré-requisito para a avaliação das propostas.

ATRITO

Essa postura fez surgirem alguns atritos com a Major League Baseball (MLB), a principal entidade do beisebol nos EUA. A MLB rejeitou qualquer sugestão de a liga paralisar sua competição em nome dos Jogos.

O COI deixou claro que, para a modalidade ter alguma chance, deseja ver os melhores atletas do beisebol nas Olimpíadas. A Federação Internacional de Beisebol (IBF) garantiu a participação dos principais jogadores.

"Estamos comprometidos com levar os melhores jogadores (às Olimpíadas)", afirmou o presidente da IBF, Harvey Schiller, em sua apresentação.

O beisebol e o softbol foram retirados da programação dos Jogos em 2005 e, apesar de ter havido provas dessas modalidades em Pequim, neste ano, os dois estarão ausentes dos Jogos de 2012, em Londres.

A programação esportiva das Olimpíadas é decidida sete anos antes da realização do evento.

O caratê está entre as modalidades esportivas com mais adeptos dentre os sete candidatos, com 100 milhões de praticantes. E a patinação espera aproveitar-se da necessidade do COI de atrair um público mais jovem.

O rúgbi oferece sete formatos para os Jogos e aposta no sucesso da sua Copa do Mundo do ano passado para provar sua crescente popularidade mundial, um outro critério de inclusão.

"Todos eles (os jogadores) concordam que participar de uma Olimpíada seria uma experiência incrível", afirmou à comissão do COI, por videoconferência, Bryan Habana, membro do time da África do Sul que venceu a Copa do Mundo de Rúgbi de 2007.

"Todos nós participaríamos e ficaríamos orgulhosos de nos considerarmos 'olímpicos'."

Na reunião marcada para outubro de 2009, o COI votará a respeito das 26 modalidades olímpicas atuais.

Ainda não se sabe ao certo como a votação sobre os sete candidatos ocorrerá. A entidade não descartou a possibilidade de reduzir a lista de proponentes antes da votação de outubro.

Depois das apresentações realizadas na sexta-feira, dois observadores do COI vão monitorar as modalidades durante seis meses e assistir a um evento de cada uma antes de escrever um relatório sobre o assunto.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below