Federer perde para Murray e dá adeus à Masters Cup

sexta-feira, 14 de novembro de 2008 16:58 BRST
 

Por Nick Mulvenney

XANGAI (Reuters) - O suíço Roger Federer despediu-se da Masters Cup de Xangai, nesta sexta-feira, pela primeira vez em sua carreira sem alcançar as semifinais, depois de perder sua última partida na fase de grupos para o britânico Andy Murray, por 4-6 7-6 e 7-5.

O ex-número 1 do mundo, de 27 anos, que buscava seu quinto título da Masters Cup, precisava vencer sua última partida na primeira fase para avançar, mas sucumbiu diante do jovem escocês após uma emocionante disputa com três horas de duração.

"Eu não desisto depois de entrar na quadra", disse Federer, que teve um problema no estômago durante a semana e solicitou tratamento do fisioterapeuta para uma lesão nas costas antes do último set.

"Meu corpo estava doendo, normalmente eu jogaria três sets tranquilamente. É uma pena eu não ter conseguido hoje ... é claro que estou desapontado", acrescentou.

Murray, o único jogador invicto no evento que dará 4,45 milhões de dólares em prêmios, já havia se classificado para as semifinais com antecedência e enfrentará o russo Nikolay Davydenko, no sábado, por um lugar na final. A Masters Cup encerra a temporada da ATP, com os oito melhores tenistas do mundo no ano.

"Estarei um pouco cansado amanhã, mas uma vitória contra ele (Federer) em uma partida como essa é quase como ganhar uma Masters Cup", disse Murray, que aumentou sua vantagem para quatro vitórias e duas derrotas contra Federer nos confrontos diretos. "Foi uma grande partida".

O francês Gilles Simon bateu mais cedo o tcheco Radek Stepanek por 6-1 e 6-4, mas esperou ansiosamente pelo fim da partida entre Federer e Murray para saber se seria o quarto semifinalista. Ele enfrentará o sérvio Novak Djokovic, 3o do mundo e o tenista de melhor ranking entre os semifinalistas.

O número 1 do mundo, Rafael Nadal, foi obrigado a desistir da Masters Cup devido à uma tendinite no joelho, abrindo vaga para Simon entrar na competição.

 
<p>Roger Federer acena para o p&uacute;blico ap&oacute;s derrota para Andy Murray na Masters Cup de Xangai. REUTERS/Aly Song</p>