Federer começa e encerra temporada de 2008 com problemas

segunda-feira, 17 de novembro de 2008 11:14 BRST
 

Por Nick Mulvenney

XANGAI (Reuters) - A vitória de Novak Djokovic na Masters Cup pode ter marcado o encerramento de uma era na qual Roger Federer dominou o torneio que encerra a temporada.

Federer disputou as últimas sete edições da Masters Cup e as últimas cinco finais do torneio, sendo derrotado apenas em 2005, por David Nalbandian, que bateu o suíço, então lesionado, em um jogo que chegou ao tiebreak quinto set.

Nesta semana, porém, o tenista, que conquistou 13 grand slams, viu-se eliminado da disputa na fase de grupo pela primeira vez quando, enfrentando uma lesão e um mal-estar, perdeu uma emocionante disputa contra o britânico Andy Murray.

Essa foi a 15a derrota dele na temporada, em que perdeu o lugar de número um do mundo e o torneio de Wimbledon para Rafael Nadal, alimentando boatos de que 2008 pode ter sido o início do fim para o tenista da Suíça.

"O fato é que ele é um dos melhores --ou mesmo o melhor-- atleta da história deste esporte", afirmou Djokovic, número três do mundo, cuja vitória no domingo colocou-o a apenas dez pontos de Federar no ranking mundial.

"Mas ele atingiu um certo ponto no qual alguns jogadores começam a ganhar dele, e então a pessoa perde um pouco da confiança. E os outros jogadores começam a acreditar mais na possibilidade de vencê-lo."

"Para ele, o grande desafio será dar a volta por cima em 2009. A coisa ainda não acabou. Roger é o número dois do mundo e pretende tornar-se número um no próximo ano", afirmou Djokovic.

Federer, que começou a temporada com uma mononucleose infecciosa e chegou a Xangai com uma lesão nas costas e problemas no estômago, viu com olhos positivos essa sua 11a temporada como tenista profissional.

"Eu fiquei contente por ter conquistado o US Open pelo quinto ano consecutivo", disse. "Estou ansioso para conquistar meu sexto em 2009."

"Este foi um bom ano. Mas difícil no começo. E difícil no fim. De forma que há sentimentos contraditórios a respeito dele. No entanto, eu acho que isso me dá a oportunidade de começar do zero no próximo ano", afirmou.

 
<p>Roger Federer, da Su&iacute;&ccedil;a, conversa com f&atilde;s ap&oacute;s uma entrevista coletiva em Kuala Lumpur, no dia 17 de novembro. A vit&oacute;ria de Novak Djokovic na Masters Cup pode ter marcado o encerramento de uma era na qual Roger Federer dominou o torneio que encerra a temporada. REUTERS/Zainal Abd Halim (MALAYSIA)</p>