17 de Novembro de 2008 / às 19:37 / em 9 anos

Bruno Senna faz antepenúltimo tempo em 1o teste com a Honda

<p>Bruno Senna durante os testes da Honda REUTERS/Gustau Nacarino (SPAIN)</p>

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - O brasileiro Bruno Senna, sobrinho do tricampeão da Fórmula 1 Ayrton Senna, fez na segunda-feira seu primeiro teste pela equipe Honda, num carro de visual novo, no Circuito da Catalunha, nos arredores de Barcelona.

Com pneus lisos e asas traseiras muito diferentes das habituais - por causa das regras da temporada de 2009 -, as equipes começaram seu primeiro teste oficial desde o fim do campeonato, no dia 2, em Interlagos.

Senna, 25 anos, vice-campeão da GP2 (categoria de acesso à F1) neste ano, completou 39 voltas e ficou apenas em 15o lugar entre os 17 pilotos, num dia frio, mas seco.

Lucas di Grassi, piloto de testes da Renault, que também treinou na Honda, ficou em 17o lugar.

O japonês Takuma Sato, que correu pela última vez no GP da Espanha, em abril, pela extinta equipe Super Aguri (subsidiária da Honda), manteve sua esperança de voltar à categoria. Guiando um carro da Toro Rosso, marcou o melhor tempo do dia (1min20s763, tempo extra-oficial).

O suíço Sebastien Buemi, piloto de testes da Red Bull, e que também concorre à vaga deixada por Sebastian Vettel na co-irmã Toro Rosso, fez o segundo melhor tempo, aproveitando a força do motor Ferrari (1min21s071). Alexander Wurz, piloto de testes da Honda, foi o terceiro.

O tempo de Sato foi 1 segundo mais rápido que a pole position marcada por Kimi Raikkonen (1min21s813) no GP da Espanha deste ano, e ligeiramente abaixo da volta mais rápida nos treinos para aquela prova. A Toro Rosso, porém, minimizou esse fato.

“Tempos de testes são sempre difíceis de avaliar, mas hoje houve uma discrepância provavelmente maior entre as configurações de carro usadas pelas equipes”, disse a Toro Rosso em nota.

“Da nossa parte, a única concessão às novas regras aerodinâmicas para 2009 foi correr com menos pressão aerodinâmica.”

A McLaren testou com o espanhol Pedro de la Rosa e com o britânico Gary Paffett. A Ferrari, campeã do Mundial de Construtores, levou o italiano Luca Badoer e o espanhol Marc Gene para cumprirem uma avaliação da confiabilidade de motor e câmbio.

Sebastien Loeb participou pela primeira vez de um treino inteiro da Fórmula 1 depois de vencer o quinto título consecutivo no Mundial de Rali.

O francês testou pela Red Bull, que também patrocina a sua equipe Citroen de rali. Conseguiu o oitavo melhor tempo, à frente de pilotos habituais da categoria, como Nelsinho Piquet (Renault) e Adrian Sutil (Force Índia).

O holandês Giedo van der Garde, 23 anos, foi o companheiro de Piquet no treino, como “presente” por seu título deste ano na Fórmula Renault.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below