Holyfield, 46, ainda deseja unificar cinturões de pesos pesados

terça-feira, 18 de novembro de 2008 13:13 BRST
 

ZURIQUE, Suíça (Reuters) - Evander Holyfield, 46 anos, não tem planos de abandonar os ringues se vencer a disputa pelo cinturão da Associação Mundial de Boxe (WBA) contra o campeão russo Nikolai Valuev, no próximo mês.

"Minha meta é unificar os títulos de campeão mundial dos pesos pesados e não apenas conquistar mais um título," afirmou o norte-americano em uma entrevista coletiva realizada antes da luta marcada para ocorrer no dia 20 de dezembro, na Suíça.

O ex-campeão não luta desde que perdeu para o então detentor do cinturão da Organização Mundial de Boxe (WBO), Sultan Ibragimov, um ano atrás. Ele agora entrará no ringue para lutar contra Valuev, um lutador de 2,13 metros de altura, 11 anos mais novo do que Holyfield e com um recorde de 49 vitórias contra uma derrota.

"Eu nunca achei que estaria lutando aos 46 anos de idade. Eu acreditava que pararia com no máximo 34 anos. Acho que, em 1999, quando perdi para Lennox Lewis, eu achei que havia chegado ao fim", disse o boxeador.

"Eu acredito realmente que este é o meu ano e estou honrado por ter a oportunidade de lutar contra Valuev. E eu serei o campeão mundial."

Valuev, que venceu John Ruiz em agosto para retomar o título da WBA que perdeu para Ruslan Chagaev em abril de 2007, disse respeitar seu adversário.

"Holyfield é uma lenda, um boxeador fantástico e eu quero agradecê-lo por aceitar realizar esta luta", afirmou o russo.

"Ele é um adversário muito perigoso porque tem experiência. Em vista disso, tive de adequar meu treinamento levando esse fato em consideração. Mas nada me desvia da confiança de que vou vencê-lo. Vamos ver o que acontecerá no ringue."

 
<p>Evander Holyfield, 46 anos, n&atilde;o tem planos de abandonar os ringues se vencer a disputa pelo cintur&atilde;o da Associa&ccedil;&atilde;o Mundial de Boxe (WBA) contra o campe&atilde;o russo Nikolai Valuev, no pr&oacute;ximo m&ecirc;s. REUTERS/Arnd Wiegmann</p>