África do Sul promete investir para garantir segurança na Copa

sábado, 22 de novembro de 2008 12:40 BRST
 

Por Mark Gleeson

JOHANESBURGO (Reuters) - A África do Sul prometeu gastar mais de 115 milhões de dólares em segurança para a Copa do Mundo de 2010, ao mesmo tempo em que o país admite o esforço para tentar melhorar a imagem de um lugar perigoso.

"Nós temos o desafio de garantir que somos capazes de comunicar melhor os nossos sucessos", declarou Susan Shabangu, ministra adjunta da Segurança, durante uma coletiva de imprensa em Johanesburgo neste sábado.

"Houve uma queda de crimes em geral no último ano, mas o maior desafio da África do Sul está na área de crimes de contato", disse.

"O número de crimes brutais e roubo a residências são algumas das áreas que nos preocupam."

A África do Sul também tem um dos maiores índices de homicídios do mundo e na semana passada foi descrita como um "campo de assassinatos" por seu próprio ministro da Segurança, Nathi Mthethwa.

Neste sábado, Shabangu disse que o país teve de garantir que suas leis se tornariam mais rígidas e de que seus policiais seriam mais bem treinados para conseguir uma redução no número de crimes cometidos.

"Estamos confiantes de que estaremos melhores do que estamos hoje com relação à prevenção de crimes", acrescentou a ministra adjunta.

A polícia da África do Sul estava planejando gastar mais de 60 milhões de dólares no treinamento de 41 mil oficiais para a Copa do Mundo, informaram durante a coletiva.   Continuação...