Queniano vence e país africano ganha hegemonia na São Silvestre

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008 17:59 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O queniano James Kipsang venceu a prova masculina da São Silvestre nesta quarta-feira e deu ao Quênia a hegemonia na prova de rua paulistana. Agora o país africano tem 11 vitórias contra 10 dos brasileiros.

Na versão feminina da prova, a vitória ficou com a etíope Yimer Wude. Fabiana Silva ficou na segunda posição e foi a brasileira mais bem colocada na prova, seguida por Marily dos Santos, que ficou em terceiro.

A São Silvestre deste ano marcou a despedida de Vanderlei Cordeiro de Lima, medalhista de bronze na maratona da Olimpíada de Atenas, em 2004, quando teve seu desempenho atrapalhado pelo ex-padre irlandês Cornelius Horan quando liderava a prova.

Vanderlei terminou a São Silvestre distante dos líderes, o que não o impediu de fazer o tradicional "aviãozinho" no fim da prova. Depois de cruzar a linha de chegada, o atleta ajoelhou-se no asfalto da Avenida Paulista e se emocionou.

"Estou bastante feliz. Saio pela porta da frente, sendo aplaudido e admirado por tudo o que eu fiz e por tudo que o esporte me deu", disse Vanderlei aos jornalistas que o cercavam.

Os quenianos dominaram amplamente a prova masculina com Evans Cherouyot e Mutai Koech chegando atrás do compatriota Kipsang nas segunda e terceira colocações respectivamente.

Principal esperança de vitória brasileira, Franck Caldeira, vencedor da prova em 2006, abandonou a disputa por volta dos 10 quilômetros dos 15 quilômetros de corrida.

(Texto de Eduardo Simões)