Calderón deixa o cargo de presidente do Real Madrid, diz mídia

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009 12:21 BRST
 

MADRI (Reuters) - O presidente do Real Madrid, Ramón Calderón, renunciou ao cargo depois de uma reunião da junta diretora do clube no estádio Santiago Bernabéu, informou na sexta-feira a mídia local, sem citar fontes.

Ninguém no clube estava disponível para comentar a informação, mas o Real Madrid marcou uma entrevista coletiva para esta sexta-feira, na qual Calderón estará presente.

Segundo diversos veículos, o vice-presidente Vicente Boluda será o novo presidente do clube.

Calderón, 57, sentiu-se pressionado nesta semana, depois que o jornal Marca publicou acusações de irregularidades na assembléia geral do clube no mês passado.

Na quinta-feira, vários jornais disseram que ele pensava em renunciar na sexta, mas o presidente teria voltado atrás.

As notícias indicavam que Calderón foi pressionado a renunciar por vários membros da junta diretora do clube.

Acusações feitas pelo jornal Marca sustentam que várias pessoas não-autorizadas compareceram à uma assembleia do dia 7 de dezembro e que sua presença ajudou a mudar a votação de temas favoráveis à direção. Calderón negou qualquer irregularidade.

Na quarta-feira, em uma coletiva, Calderón disse que os funcionários do clube encarregados da organização da assembléia haviam renunciado e que, possivelmente, ele não apresentaria uma candidatura à reeleição quando seu mandato de quatro anos terminasse, em 2010.

Ele descartou tomar uma decisão imediata e insistiu que os membros da junta diretora não estavam envolvidos em nenhuma irregularidade.