20 de Janeiro de 2009 / às 11:06 / 9 anos atrás

Murray faz jogo-relâmpago; Serena liquida rival na Austrália

Por Ossian Shine

MELBOURNE (Reuters) - A primeira exibição de Andy Murray no Melbourne Park, na terça-feira, durou apenas 45 minutos, pois seu rival abandonou o jogo, e deu ao britânico a vaga na segunda rodada do Aberto da Austrália, quando perdia por 6-2 e 3-1.

O romeno Andrei Pavel foi vítima de uma lesão nas costas que já o havia mantido afastado das quadras por mais de um ano.

"Acho que, se você quer ir bem num torneio, é bom poupar alguma energia... Tomara que isso tenha sido bom", disse Murray, quarto cabeça-de-chave, avaliando os prós e contras do seu curto embate sob um calor de 37 graus Celsius. Seu próximo adversário será Marcel Granollers.

Já Lleyton Hewitt, ex-número 1 do mundo, foi eliminado pelo chileno Fernando Gonzales num jogo dramático (5-7, 6-2, 6-2, 3-6 e 6-3). Hewitt não perdia na estreia do Grand Slam do seu país desde 2002, quando estava com catapora.

No torneio feminino, Serena Williams também não perdeu muito tempo para despachar a chinesa Yuan Meng (6-3 e 6-2). Vencedora em 2003, 2005 e 2007, a norte-americana, segunda cabeça-de-chave, busca seu quarto título no Aberto da Austrália.

"Estava um pouco quente para mim hoje", disse Serena. "Foi o caso de usar o meu tempo, não dar mil por cento de mim. Eu estava ficando com muita sede --a certa altura, tive de parar para beber água", riu.

Com o nariz escorrendo, ela se queixou também de alguns sintomas de resfriado. "Espero que isso vá embora," disse.

Sua irmã mais velha, Venus, venceu a alemã Angelique Kerber por um duplo 6-3 e também passou à segunda rodada. Ganhadora de cinco títulos de Wimbledon e dois do Aberto dos EUA, Venus, sexta cabeça-de-chave, ainda luta por um troféu na Austrália.

Elena Dementieva, número 4 do mundo e ainda invicta neste ano --já venceu os torneios de Auckland e Sydney--, bateu a alemã Kristina Barrois por 7-6, 6-2 e 6-1.

"Foi uma partida duríssima, especialmente por causa das condições climáticas de hoje. E também não foi fácil para mim vir aqui depois de jogar tantas partidas seguidas", disse a russa, acrescentando que gostaria de ter tido um ou dois dias a mais de descanso pré-partida. "Mas é um tipo de dia ao qual a gente tem de sobreviver. Estou muito feliz por ter conseguido."

Sua próxima adversária será a compatriota Vera Dushevina ou a tcheca Iveta Benesova.

A polonesa Agnieszka Radwanska, nona cabeça-de-chave, perdeu para a ucraniana Kateryna Bondarenko por 7-6, 4-6 e 6-1.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below