21 de Janeiro de 2009 / às 16:41 / 9 anos atrás

Roddick e Federer vencem fácil no Aberto da Austrália

<p>Americano Roddick comemora vit&oacute;ria sobre belga Malisse no Aberto da Austr&aacute;lia em Melbourne.Petar Kujundzic</p>

Por Julian Linden

MELBOURNE (Reuters) - O norte-americano Andy Roddick passou com facilidade para a terceira rodada do Aberto da Austrália, nesta quarta-feira, ao vencer o belga Xavier Malisse por 4-6, 6-2, 7-6 e 6-2.

O ex-número 1 do mundo Roger Federer também avançou à próxima fase ao vencer o russo Evgeny Korolev com ainda mais conforto: 6-2, 6-3 e 6-1.

O suíço, de 27 anos, que na próxima rodada terá um duro confronto com o russo Marat Safin, tenta igualar o recorde de 14 títulos de Grand Slam que pertence ao norte-americano Pete Sampras.

Roddick, sétimo cabeça-de-chave do primeiro Grand Slam do ano, começou devagar, mas conseguiu controlar a partida ao vencer o tiebreak do terceiro set.

"As coisas não foram muito bem para mim no primeiro set", disse Roddick. "Ele teve uns lances bons e eu meio que só acompanhei, mas consegui fazer uns ajustes para superá-lo".

Roddick disse que se impressionou com a performance de Malisse. O belga voltou ao circuito no ano passado, depois de uma lesão no pulso sofrida em 2007.

Malisse, que já fez parte da lista de 20 melhores tenistas do mundo e chegou à semifinal de Wimbledon em 2002, teve de passar pelas eliminatórias para chegar ao torneio, porque caiu para o 195o lugar no ranking.

"Dou os parabéns a ele. Ele veio com um bom plano de jogo e chegou com força", disse Roddick. "Eu deixei alguns forehands curtos, e ele tirou vantagem disso".

"Mas eu consegui tomar o controle da partida e transformei o jogo em uma guerra, então foi bom ter superado isso".

Roddick enfrentará agora o francês Fabrice Santoro. Santoro, 36, derrotou Phillip Kohlschreiber, da Alemanha, em cinco sets e está confiante.

Roddick chegou três vezes à semifinal do Aberto da Austrália, mas nunca chegou à final. Seu único título de Grand Slam continua sendo o Aberto dos Estados Unidos de 2003.

Ele também sofreu com lesões no ano passado e rompeu com o técnico Jimmy Connors. Agora, ele se juntou a Larry Stefanki e não teve dificuldades para se preparar para esta temporada.

"O que quer que aconteça neste ano, não queria que fosse por falta de preparo ou por falta de nada. Não quero desperdiçar serviço", disse.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below