Hamilton aprova novo McLaren após primeiro teste

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009 18:47 BRST
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - O campeão mundial Lewis Hamilton deu nesta quarta-feira sua aprovação ao novo carro da McLaren, após voltar a guiar um Fórmula 1 pela primeira vez desde a conquista do título mundial, em novembro, no Brasil.

"Foi bom voltar a trabalhar com a equipe, parecia que eu mal havia me afastado, porque foi fácil voltar à rotina", disse o piloto britânico, de 24 anos, que completou 81 voltas com o MP4-24 no circuito do Algarve, no sul de Portugal.

"É incrível pensar que, enquanto eu passava o inverno em Woking, eu não dirigia propriamente um carro de Fórmula 1 desde o Grande Prêmio do Brasil, há dois meses, mas tudo pareceu muito rapidamente normal hoje."

Durante a manhã, seu carro parou na pista úmida e teve de ser levado de caminhão para os boxes. A equipe disse que se tratou de "um desligamento preventivo dos sistemas do motor", corrigido sem necessidade de troca do motor. Hamilton voltou à pista à tarde e fez o segundo tempo mais rápido registrado para os carros adaptados ao regulamento para 2009.

"Este primeiro teste era só para acostumar com o carro novo e os novo regulamento e para dar meu retorno aos engenheiros. Não era para marcar um tempo rápido", disse Hamilton.

"O carro é bom, fizemos muitos avanços durante o inverno, e estou ansioso para desenvolvê-lo até o Grande Prêmio da Austrália (em 29 de março)", acrescentou.

"Será um inverno extremamente ocupado. Só passei um dia no carro e nossa lista de tarefas regulares para as próximas semanas já é enorme".

O bicampeão Fernando Alonso fez 86 voltas com o novo Renault e foi o mais lento entre os cinco pilotos no Algarve.

"Há coisas demais para aprender num tempo curto, e precisamos maximizar nosso tempo na pista, então fazer tantas voltas hoje foi um bom esforço", disse o espanhol.

O alemão Nico Rosberg (Williams) foi o mais rápido entre os novos carros, mas ficou atrás do suíço Sebastien Buemi, de 20 anos, com uma Toro Rosso de 2008.

 
<p>Lewis Hamilton pilota o carro de 2009 na McLaren durante testes em Algarve, Portugal. REUTERS/Jos&eacute; Manuel Ribeiro</p>