25 de Janeiro de 2009 / às 14:55 / em 9 anos

África do Sul inicia contagem regressiva de 500 dias para a Copa

Por Mark Gleeson

JOHANESBURGO (Reuters) - A África do Sul estará na segunda-feira a 500 dias de receber a Copa do Mundo de 2010 e enfrenta sérios questionamentos sobre a capacidade do país de estar pronto a tempo para o início do torneio.

Prazos que não foram cumpridos recentemente mostram o calendário apertado que o país terá de seguir para ter os 10 locais de competição prontos para o início do torneio, em 11 de junho de 2010.

A crise financeira mundial acrescentou um componente de dúvida a mais na fórmula, ainda que os organizadores insistam que a África do Sul estará pronta para receber um evento de repercussão mundial.

Danny Jordaan, presidente-executivo do Comitê Organizador da Copa de 2010, disse a jornalistas nesta semana que seu país irá sediar "a melhor Copa do Mundo já vista".

"Este é um desafio imenso, mas estamos em um bom caminho", disse ele.

No entanto, a África do Sul pode ser vítima de circunstâncias além de seu controle, notadamente a falta de crédito global.

Autoridades do setor de turismo na África do Sul alertaram sobre a diminuição de visitantes internacionais, e o comitê de organização da Copa do Mundo continua a diminuir o número de visitantes esperados, item considerado crucial para o sucesso do torneio.

Na primeira vez que se candidatou para receber a Copa do Mundo, a estimativa era de que a competição atrairia 900 mil visitantes para o país. Agora, a organização trabalha com um número menor que a metade deste.

O custo da Copa do Mundo de 2010 entrou em uma espiral de crescimento nos últimos dois anos, com o Tesouro da África do Sul tendo que constantemente aumentar o orçamento dedicado ao evento.

A avaliação é de que o evento custará cerca de 12 bilhões de rands (1,19 bilhão de dólares), um salto enorme em relação ao valor anterior de 2 a 3 bilhões de rands estimado em 2004, quando o país conquistou o direito de sediar o torneio.

Jordaan disse que um grande aumento nos custos de construção contribuiu de maneira importante para os reajustes para cima do orçamento. Os grandes atrasos que ocorrem em decorrência de autoridades locais das cidades escolhidas para receber o evento entrarem em disputas internas por poder e influência também se mostraram encarecedores.

Quatro locais deveriam estar prontos até dezembro de 2008, mas o Ellis Park de Johanesburgo e as instalações de Bloemfontein, Pretoria e Rustenburg ainda não foram entregues. Eles estão previstos para serem usados na Copa das Confederações, em junho, evento-teste disputado um ano antes do início da Copa do Mundo.

"Nós ainda temos seis meses até os jogos, então não estamos preocupados com isso", disse Jerome Valcke, secretário-geral da Fifa, em sua última viagem para a África do Sul, que foi realizada antes do último Natal.

Várias celebrações ao longo do país estão programadas para esta segunda-feira, para lembrar a contagem regressiva de 500 dias.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below