Organização pede que sul-africanos comprem ingressos logo

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 16:23 BRST
 

Por Paul Simão

JOHANESBURGO - Os organizadores da Copa do Mundo de 2010 expressaram nesta segunda-feira preocupação de que os estádios não estejam cheios durante o torneio, e pediram que os torcedores sul-africanos acabem com o hábito de comprar ingressos somente no dia dos jogos.

"Nós temos o desafio de lotar os estádios", disse Danny Jordaan, chefe-executivo do comitê organizador da Copa, durante coletiva de imprensa em Johanesburgo.

"Temos que ensinar nosso povo a comprar ingressos para a Copa do Mundo assim que as vendas forem iniciadas, no próximo mês", disse ele.

Jogos de futebol raramente tem estádios lotados na África, sendo relativamente fácil comprar ingressos na porta dos estádios.

No entanto, durante a Copa do Mundo, que começa em 11 de junho de 2010, será improvável conseguir ingressos às vésperas das partidas, o que significaria o fim da esperança de que o torneio tenha grande influência africana nas arquibancadas.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse que a crise financeira mundial não afetará significativamente a Copa do Mundo, porém acrescentou que o torneio pode não ser tão lucrativo quando a edição de 2006, na Alemanha.

"Os orçamentos foram compostos, expostos e ratificados. Naturalmente, nós podemos não ter o mesmo retorno de investimento que nós tivemos na última Copa do Mundo em 2006, mas o mundo era, então, um lugar diferente", Blatter disse ao site da Fifa