Djokovic abandona, e Roddick passa à semifinal na Austrália

terça-feira, 27 de janeiro de 2009 09:28 BRST
 

Por Greg Stutchbury

MELBOURNE (Reuters) - O sérvio Novak Djokovic, atual campeão do torneio, abandonou repentinamente na terça-feira o Aberto de Tênis da Austrália, quando disputava o quarto set contra Andy Roddick pelas quartas-de-final.

Roddick vencia por 6-7, 6-4, 6-2 e 2-1. Depois de passar a partida inteira se alimentando e consumindo bebidas energéticas sob o sol escaldante, Djokovic, visivelmente irritado, disse que não poderia mais continuar. Naquele momento, a temperatura era de 36 graus Celsius.

"Eu tive cãibras e dor no corpo todo", disse Djokovic a jornalistas. "Acho que as pessoas podem ver que eu estava lutando contra os movimentos. Não conseguia mais sacar como nos dois primeiros sets. Naquele terceiro set comecei a deixar primeiros serviços a 20 ou 30 quilômetros por hora. Obviamente, ficou muito mais fácil para ele devolver. Ele viu que rallies mais longos não estavam confortáveis para mim àquela altura, então ficou usando isso inteligentemente."

"Realmente um jeito lamentável de encerrar meu Aberto da Austrália 2009. Eu realmente tentei dar o melhor de mim, mas às vezes não se pode lutar contra o seu próprio corpo."

O desfecho já era previsível quando Djokovic, 21 anos, pediu um tempo médico no terceiro set, depois de ter dificuldades para manter seu serviço no terceiro game. Recebeu massagens na perna direita, no pescoço e no ombro, mas estava claramente exausto na volta à partida, e perdeu os cinco games seguintes.

Já Roddick teve quatro break points no primeiro game do quarto set, e a luta para manter o serviço fez com que se esgotasse qualquer energia que restasse para Djokovic. O norte-americano, sétimo cabeça-de-chave do torneio, ainda venceria os dois games seguintes.

Então Djokovic, que era o terceiro cabeça-de-chave, consultou o médico e disse a expressão "no more" ("chega") ao árbitro português Carlos Ramos. Em seguida, cumprimentou Roddick.

"Eu não sabia o que estava acontecendo, se era uma lesão ou cãibras", disse Roddick a jornalistas. "Ele simplesmente disse que o calor estava um pouco demais e que ele estava começando a ter um pouco de cãibra. Eu disse: 'Lamento que você não tenha tido uma chance adequada de defender (o título de 2008)', e disse que o respeitava muito."

Esta será a quarta semifinal de Roddick em Melbourne, onde, no entanto, nunca chegou à final. Seu próximo adversário será o suíço Roger Federer ou o argentino Juan Martín del Potro.

 
<p>Djokovic perdeu para Roddick no aberto da Austr&aacute;lia REUTERS/Daniel Munoz (AUSTRALIA)</p>