Irmãos Bryan conquistam terceiro título do Aberto da Austrália

sábado, 31 de janeiro de 2009 13:04 BRST
 

Por Greg Stutchbury

MELBOURNE (Reuters) - Bob e Mike Bryan conquistaram seu terceiro título de duplas do Aberto da Austrália ao vencer o indiano Mahesh Bhupathi e Mark Knowles, de Bahamas, por 2-6, 7-5 e 6-0, neste sábado.

Os Bryan, que reassumiram o posto de dupla número 1 do mundo ao se classificar para a final, se vingaram da derrota que sofreram para Bhupathi e Knowles nas quartas-de-final do ano passado.

Aquela derrota impediu que os gêmeos norte-americanos conseguissem um possível tricampeonato com títulos consecutivos em Melbourne Park. Desde então, os dois, de 30 anos, venceram todos os cinco confrontos seguintes diante desses mesmos adversários, incluindo a final da Masters Cup, em Xangai.

Os irmãos começaram devagar neste sábado, perdendo o primeiro set em apenas 27 minutos depois que Bob teve seu saque quebrado por duas vezes.

O segundo set foi mais apertado, com Knowles perdendo o serviço no 12o game e mandando a partida para o terceiro e decisivo set.

Os Bryan, então, não deram nenhuma oportunidade aos adversários durante o terceiro set, quebrando o serviço deles por três vezes e permitindo que fizessem apenas dez pontos, fechando o resultado em 98 minutos.

A vitória deste sábado, a sétima da dupla, colocou os dois empatados em segundo lugar na lista das maiores duplas vencedoras de Grand Slam desde o início da era profissional do tênis em 1968. As duplas formadas por John Newcombe e Tony Roche e Peter Fleming e John MacEnroe também conquistaram sete títulos.

A dupla australiana formada por Todd Woodbridge e Mark Woodforde é dona do recorde com 11 títulos de Grand Slam.

Bhupathi irá jogar a final de duplas mistas com sua compatriota Sania Mirza no domingo contra a francesa Nathalie Dechy e o israelense Andy Ram.

 
<p>Bob e Mike Bryan conquistaram seu terceiro t&iacute;tulo de duplas do Aberto da Austr&aacute;lia ao vencer o indiano Mahesh Bhupathi e Mark Knowles, de Bahamas, por 2-6, 7-5 e 6-0, neste s&aacute;bado. REUTERS/Mick Tsikas (AUSTRALIA)</p>