Estádio olímpico de 2012 será usado por escola em vez de clube

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009 18:26 BRST
 

Por Martyn Herman

LONDRES (Reuters) - O estádio olímpico dos Jogos de Londres-2012 será a sede de uma escola, e não de um clube de futebol, após a Olimpíada, como parte de um projeto de 500 milhões de libras (740 milhões de dólares), disse nesta terça-feira o prefeito da cidade, Boris Johnson.

"No fim havia obstáculos insuperáveis com o formato do estádio", disse ele a repórteres durante o lançamento do plano detalhado pós-olímpico, que inclui 10.000 casas e a criação de 10.000 empregos na zona leste de Londres.

"Também tem o custo muito maior para se fazer um estádio segundo os padrões do Campeonato Inglês de futebol, mesmo que tivesse algum time interessado em negociar. No final não tinha", acrescentou.

"E se formos olhar as negociações com o West Ham United, talvez nós tenhamos tido sorte de não ter ido adiante", acrescentou o prefeito.

O West Ham, cujo dono islandês foi afetado pela crise financeira, expressou interesse inicial em mudar-se para o estádio olímpico depois dos Jogos, mas acabou desistindo pela exigência de manter a pista de atletismo.

Além de uma academia esportiva para 400 estudantes dentro do estádio, há planos para que o Instituto Inglês de Esportes e a Academia Nacional de Talentos se mudem para o local.