Ancelotti recusa novamente ser técnico do Chelsea

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009 12:04 BRST
 

MILÃO (Reuters) - O técnico do Milan, Carlo Ancelotti, disse na quinta-feira que recusaria a chance de virar técnico do Chelsea a partir de junho.

O clube inglês abordou Ancelotii no fim da temporada, antes de escolher o brasileiro Luiz Felipe Scolari, demitido nesta semana. Guus Hiddink foi nomeado técnico temporário até o fim desta temporada, no meio do ano.

Hiddink, técnico da seleção russa, vai manter os dois empregos até que o Chelsea decida quem vai assumir o cargo.

"O único clube que me fez uma oferta foi o Chelsea. No verão, eu conheci (o dono do time, Roman) Abramovich, mas não queria deixar o Milan", disse Ancelotti para o jornal italiano La Stampa. "A mesma coisa aconteceu agora, mas não penso em sair."

Reportagens disseram que Ancelotti, o técnico mais velho do campeonato italiano, que chegou ao clube em 2001, pode ser demitido caso o Milan não vença o título italiano nesta temporada.

A última vez que o Milan venceu o campeonato foi em 2004. O time ficou em quinto lugar na última temporada, perdendo a vaga na Liga dos Campeões, vencida por eles em 2007.

Caso seja derrotado para a Inter de Mião no domingo, o Milan pode perder o terceiro lugar, ficando 11 pontos atrás de seu maior rival, que lidera o torneio, praticamente encerrando as chances de conquistar o campeonato.

"Isso também aconteceu há sete anos. Neste ponto da temporada, sempre acontece a mesma história. Não estou preocupado", disse o técnico de 49 anos de idade.

O Milan agora espera poder manter o jogador David Beckham, emprestado pelo Los Angeles Galaxy.

"Na minha opinião, para manter Beckham, podemos fazer sacrifícios porque ele é um jogador importante para o time", disse.