Madri-2016 é a melhor opção contra crise, diz prefeito

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009 15:49 BRST
 

MADRI (Reuters) - A candidatura de Madri é a melhor opção para sediar os Jogos Olímpicos de 2016 em uma época de crise econômica como a atual, pois já tem construídas ou em execução as instalações esportivas, disse na sexta-feira o prefeito da cidade, Alberto Ruiz-Gallardón.

Faltam 232 dias para que o Comitê Olímpico Internacional (COI) escolha em Copenhague, na Dinamarca, a sede das Olimpíadas de 2016 e a capital da Espanha apresentou na sexta-feira o "DNA" de sua candidatura, um dossiê de 600 páginas resumindo seus planos, entregue na quarta na sede do COI na Suíça.

"Madri apresenta um projeto olímpico baseado em um orçamento equilibrado e garantido por todas as instituições. Uma proposta solvente e segura, a mais segura em tempos de crise econômica. Hoje podemos dizer ao mundo esportivo que temos 77 por cento de nossas instalações ou construídas, em construção ou adjudicadas com um orçamento aprovado", declarou Ruiz-Gallardón.

Madri, que também se candidatara para organizar os Jogos de 2012 (que acontecerão em Londres), compete com Rio de Janeiro, Chicago e Tóquio para ser a sede das Olimpíadas de 2016 e receberá a visita da comissão do COI para uma avaliação técnica da candidatura entre 5 e 8 de maio.

Na apresentação da proposta, discursaram os principais dirigentes esportivos do país, como o secretário de Estado para o Esporte, Jaime Lissavetzky, o presidente do Comitê Olímpico Espanhol, Alejandro Blanco, e foram apresentados vídeos do projeto com a presença de esportistas de destaque e videoconferências ao vivo com os prefeitos das cidades subsedes.

A candidatura de Madri se apoiou em dois eixos: um no leste da cidade onde fica o estádio olímpico e outro em torno do rio Manzanares, submetido a um processo de recuperação ambiental.

Valência, Barcelona, Palma de Mallorca, Mérida, Córdoba e Málaga e os povoamentos de Madri Getafe, Coslada e Paracuellos del Jarama também abrigarão disputas.

Os integrantes de Madri 2016 ressaltaram a infraestrutura do transporte público de Madri e sua adaptação aos incapacitados; o reforço da capacidade hoteleira e o respeito ao meio ambiente como alguns dos sinais da identidade de Madri, que quer organizar "os jogos das pessoas", segundo Mercedes Coghen, conselheira delegada do projeto.

Também salientaram que, nos últimos 10 anos, a Espanha organizou 250 eventos esportivos de âmbito internacional, dos quais 100 em Madri.

"Queremos demonstrar ao mundo que a nossa é a melhor opção, a mais rentável, (que) converte o esporte em motor de desenvolvimento, e não de qualquer um, mas de um desenvolvimento sustentável e vai gerar um fabuloso legado solidário, esportivo, cultural, social, ambiental, de instalações e infraestrutura", afirmou Ruiz-Gallardón.

 
<p>A candidatura de Madri &eacute; a melhor op&ccedil;&atilde;o para sediar os Jogos Ol&iacute;mpicos de 2016 em uma &eacute;poca de crise econ&ocirc;mica como a atual, pois j&aacute; tem constru&iacute;das ou em execu&ccedil;&atilde;o as instala&ccedil;&otilde;es esportivas, disse na sexta-feira o prefeito da cidade, Alberto Ruiz-Gallard&oacute;n. REUTERS/Victor Fraile</p>