Técnico do Real diz que pressão da torcida está afetando Drenthe

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009 11:28 BRT
 

MADRID (Reuters) - O ala holandês Royston Drenthe, do Real Madrid, foi deixado de fora do time nas últimas três partidas por vontade própria, após ter sido vaiado pela torcida no Santiago Bernabéu no mês passado, disse o técnico do Real, Juande Ramos.

"Drenthe sofre de ansiedade. Ele é um jovem que precisa de todo o apoio das pessoas que trabalham com ele", disse Ramos à rádio Cadena Ser.

"Como técnico, eu farei tudo o que puder para ajudá-lo, porque ele tem muito potencial."

O jogador da seleção holandesa, de 21 anos, foi vaiado e insultado por torcedores do Real durante a vitória de 1 x 0 contra o Deportivo La Coruña, em 25 de janeiro, e estava visivelmente nervoso após a partida.

Ele ficou de fora do time contra Numancia, Racing Santander e Sporting Gijon, e na última sexta-feira pediu aos torcedores que lhe apóiem.

"Eu não gosto de me sentir como se estivesse jogando no Camp Nou ou em qualquer outro estádio rival, quando na verdade estou jogando em casa", disse Drenthe ao diário esportivo Marca. "Você percebe quando os torcedores estão insatisfeitos, e fica mais difícil de jogar bem."

Os atuais campeões venceram as últimas oito partidas e estão 10 pontos atrás do Barcelona, que lidera a liga espanhola.