Fifa espera que venda de ingressos da Copa de 2010 supere crise

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 14:19 BRT
 

Por Mark Gleeson

JOHANESBURGO (Reuters) - A Fifa demonstrou nesta quarta-feira estar confiante no sucesso total da venda de ingressos para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, apesar da crise econômica global.

A venda das entradas começa em todo o mundo na sexta-feira, para o evento que acontece em junho e julho do ano que vem.

"Seria estúpido dizer que não haverá um efeito da recessão global na Copa do Mundo, mas o problema é que não sabemos qual será o tamanho desse impacto na Copa do Mundo", disse a jornalistas David Will, presidente do comitê de ingressos da Copa do Mundo da Fifa.

"O público do futebol é um grupo muito peculiar. Eles não devem se importar com a recessão global, ou mesmo perderem seus empregos, para seguir suas seleções na Copa do Mundo. Nosso objetivo é vender todos os ingressos em todos os estádios para todos os jogos."

De um total de 3 milhões de ingressos a ser vendido em todo o mundo, cerca de 740 mil estarão disponíveis para ser comprados durante a primeira fase de vendas, que vai até15 de abril. Haverá um sorteio entre todos os interessados para decidir os compradores dos ingressos.

As entradas serão vendidas através do site da Fifa e numa rede de agências bancárias da África do Sul.

Os preços variam de 20 dólares na categoria inferior da primeira rodada até 900 dólares nos melhores assentos para a final.

Para a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, houve 20 milhões de pedidos para os 750 mil ingressos disponíveis na primeira fase de vendas, de acordo com o ex-secretário-geral da Federação Alemã de Futebol, Horst Schmidt.