Deputado dos EUA diz que tenista de Israel poderá jogar em Dubai

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 18:26 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Um tenista israelense receberá visto dos Emirados Árabes Unidos para disputar o torneio masculino de Dubai, disse um congressista norte-americano nesta quarta-feira, acrescentando que, por conta disso, não pedirá à Associação de Tenistas Profissionais (ATP) que cancele o evento.

Como reação à negativa de Dubai em conceder visto para uma tenista israelense recentemente, o deputado Anthony Weiner, de Nova York, havia programado uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira para pressionar a ATP a retirar seu apoio ao torneio, disse um porta-voz do congressista.

Mas Yousef Al Otaiba, embaixador dos Emirados Árabes Unidos em Washington, já garantiu a Weiner que o jogador de duplas Andy Ram terá permissão para disputar o Torneio de Dubai, que se inicia na segunda-feira.

A jogadora israelense Shahar Peer já perdeu o evento feminino, iniciado esta semana.

"A sra. Shahar Peer é vítima da política sobre o esporte", disse Weiner em comunicado.

O evento é um dos mais prestigiados da temporada de tênis feminino e atraiu atenção internacional este ano devido à decisão dos Emirados Árabes de barrar o visto à Peer.

Os organizadores do torneio defenderem a decisão do governo de não conceder o visto, alegando que os torcedores poderiam boicotar a competição caso Peer estivesse jogando.

Os EAU, como a maioria dos países árabes, não possuem relações diplomáticas com Israel e negam, com frequência, vistos para israelenses.

(Reportagem de Joan Gralla)