Agora na Juve, Amauri diz que não comemora gol contra o Palermo

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009 12:28 BRT
 

Por Mark Meadows

MILÃO (Reuters) - O atacante da Juventus Amauri disse que não irá comemorar caso marque um gol contra o Palermo, seu ex-clube, na partida de sábado entre as equipes, mesmo que o gol ajude a reviver as enfraquecidas chances de título do time de Turim.

A Juve, segunda colocada do Campeonato Italiano, deixou a Inter de Milão abrir nove pontos de vantagem no topo da tabela ao empatar por 1 x 1 com a Sampdoria no último fim de semana, quando Amauri marcou seu primeiro gol desde dezembro.

Outro tropeço na Sicília, somado a uma vitória da Inter contra o Bologna também no sábado, poderia encerrar as esperanças da Juve de conquistar o scudetto.

O brasileiro Amauri, que foi contratado junto ao Palermo antes do início desta temporada, quer manter o respeito a seu antigo time, apesar da importância da partida.

"Em respeito ao clube que me permitiu dar esse salto de qualidade, acho que não vou comemorar se eu marcar", disse ele ao canal de TV da Juventus. "Eles me trataram como rei."

Amauri, que aguarda a concessão do passaporte italiano e ainda pode defender a seleção da Itália, não foi liberado pela Juve para defender a seleção brasileira no amistoso deste mês contra os italianos, já que a convocação feita pelo técnico Dunga chegou depois do prazo estabelecido pela Fifa.