Milan nega venda parcial do clube para grupo de Abu Dhabi

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009 13:56 BRT
 

MILÃO (Reuters) - O Milan negou notícia publicada nesta terça-feira em um jornal italiano sobre conversações para venda parcial do clube ao Abu Dhabi United Group, proprietário do Manchester City, time da liga inglesa de futebol.

Reportagem do Corriere della Sera afirma, sem citar fontes, que o grupo dos Emirados está interessado em adquirir 40 por cento do Milan.

"Quanto ao que foi publicado esta manhã pelo Corriere della Sera sobre uma possível venda de parte do clube, o Fininvest (a holding à qual pertence o clube) e o AC Milan anunciam que a notícia não tem nenhum fundamento", informou um comunicado do Milan.

O Milan, propriedade do primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, não participou da última temporada da lucrativa Liga dos Campeões e o financiamento para a realização de novas contratações está sendo mais difícil do que o normal.

O Manchester City tentou comprar o atacante Kaká no mês passado por um valor que seria recorde mundial, de aproximadamente 127 milhões de dólares.

O Milan chegou a pensar em vender Kaká, mas as negociações foram interrompidas e o brasileiro decidiu permanecer na Itália.

(Reportagem de Mark Meadows)