Sem definir no primeiro jogo, Arsenal dá esperança à Roma

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009 14:22 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Derrotas normalmente não são boas, mas o técnico da Roma, Luciano Spalletti, se mostrou aliviado por ter evitado um nocaute diante do Arsenal, ao perder por apenas 1 x 0, no Emirates Stadium, em Londres.

O Arsenal dominou a partida de ida das oitavas-de-final da Liga dos Campeões, na terça-feira, mas só saiu do zero no placar com o gol de pênalti de Robin Van Persie. Será preocupante para o time de Arsene Wenger se eles mostrarem as mesmas dificuldades ofensivas daqui a duas semanas, no Estádio Olímpico da capital italiana.

Ainda sem a presença do principal atacante do time, Emmanuel Adebayor, a torcida do Arsenal descarregou a frustração sobre Nicklas Bendtner.

Após um gol perdido no segundo tempo, o dinamarquês levou as mãos à cabeça e Wenger gritou de frustração na área técnica.

"Talvez tenha faltado um pouco de espontaneidade a ele, porque nós queremos jogar muito bem e fazer muito", disse Wenger sobre Bendtner, que, no entanto, participou da jogada do pênalti.

Wenger, cujo time empatou três vezes consecutivas por 0 x 0 na liga inglesa, acredita que um gol em Roma possa ser suficiente para a classificação.

"O próximo jogo, claro, será interessante, porque eles vão colocar muito mais (jogadores) no ataque."

(Por Martyn Herman)