Técnico argentino pede demissão do Treviso após horas no cargo

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009 15:51 BRT
 

ROMA (Reuters) - O ex-atacante da seleção argentina e da Roma Abel Balbo pediu demissão como técnico do clube italiano Treviso nesta quarta-feira, depois de passar menos de um dia no cargo.

Os motivos da demissão foram o descontentamento de jogadores e torcedores com o modo com que o clube está sendo administrado por seus atuais dirigentes.

"Fui técnico da equipe por apenas alguns minutos", disse Balbo a jornalistas.

A má fase do Treviso, que ocupa o último lugar na Série B, causou a saída do treinador Luca Gotti e a consequente contratação de Balbo.

Os atletas não teriam concordado com a mudança e não quiseram realizar o primeiro treinamento sob o comando do argentino.

Porém, em declarações à mídia argentina, Balbo disse que os motivos de sua saída tinham relação com a falta de pagamento à comissão médica do Treviso e não com uma exigência dos jogadores.

"O grupo decidiu não treinar porque os médicos faltaram, em protesto por uma dívida de cinco meses de salário. Diante dessa situação, disse ao presidente do clube (Ettore Setten) que não aceitava seguir", afirmou Abel Balbo à rádio Del Plata.