Grã-Bretanha conclui plano de segurança para Londres-2012

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009 17:28 BRT
 

Por Avril Ormsby

LONDRES (Reuters) - O governo britânico aprovou nesta quinta-feira a estratégia de segurança para os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, e prometeu não extrapolar o orçamento de 600 milhões de libras (mais de 850 milhões de dólares) para proteger a Olimpíada, apesar de especialistas afirmarem que os custos podem chegar ao dobro disso.

A ministra do Interior, Jacqui Smith, disse que a estratégia foi desenvolvida para se alcançar "Jogos seguros e confiáveis, mantendo a cultura e o espírito olímpicos".

Os detalhes completos do plano, que inclui as instalações olímpicas, os eventos esportivos e a infra-estrutura, incluindo o transporte, não serão divulgados.

Smith assegurou aos parlamentares em um documento que o plano não vai ficar acima do orçamento estipulado para a segurança, que é de 600 milhões de libras (854,7 milhões de dólares). Esse valor está incluído no orçamento global de 9,325 bilhões de libras para os Jogos de Londres.

A Estratégia e Segurança e Defesa, assim como um esboço do Conceito de Operações, também contará com "investimento substancial do governo contra o terrorismo e em outras questões de segurança", acrescentou ela, sem informar os valores.

Os custos de segurança para os Jogos de Inverno de Vancouver, em 2012, já subiram cinco vezes, para 900 milhões de dólares canadenses, desde sua proposta original.

O ex-chefe da polícia metropolitana de Londres Tarique Ghaffur responsável pelos planos iniciais de segurança da Olimpíada, disse ao jornal Daily Telegraph em dezembro que o governo teria que "despejar dinheiro" na questão devido a atrasos no planejamento.

Fontes ligadas ao processo ouvidas pelo Evening Standard, de Londres, disseram que medidas anti-terrorismo poderiam aumentar o custo com segurança para 1,5 bilhão de libras.