1 de Março de 2009 / às 17:00 / 8 anos atrás

Crise do Milan se agrava com derrota para o Sampdoria

<p>David Beckham em jogo do Milan.Giampiero Sposito</p>

Por Paul Virgo

ROMA (Reuters) - A crise por que passa o Milan se aprofundou neste domingo, quando gols de Antonio Cassano e Giampaolo Pazzini condenaram o time a uma derrota de 2 x 1 para o Sampdoria, deixando o técnico Carlo Ancelotti em situação precária.

Cassano colocou os anfitriões na dianteira com um gol de cabeça aos 33 minutos de jogo, e seu companheiro de ataque Pazzini ampliou a vantagem aos seis minutos do segundo tempo, seu quinto gol em igual número de partidas.

O brasileiro Alexandre Pato marcou um gol para o Milan a dez minutos do encerramento em um final emocionante.

Segunda colocada na tabela, a Juventus reduziu a vantagem da Inter de Milão para seis pontos no sábado ao bater o Napoli por 1 x 0, mas os campeões podem voltar a ter uma vantagem de nove pontos se derrotarem o Roma ainda hoje a partir das 16h30 (horário de Brasília).

Onze pontos atrás do líder, o técnico Carlo Ancelotti já havia dado o terceiro colocado Milan como fora da disputa do título, dizendo que ficar entre os três primeiros para a classificação automática para a próxima temporada da Liga dos Campeões é seu propósito, depois de ser eliminado da Copa da Uefa pelo Werder Bremen na quinta-feira.

Mesmo esse objetivo modesto parece ameaçado agora, embora a Fiorentina tenha desperdiçado a chance de se juntar ao Milan na terceira colocação ao empatar em 1 x 1 com o lanterna Reggina.

O Milan protestou furiosamente contra o gol de abertura de Cassano, dizendo que o goleiro Christian Abbiati parou a bola antes da linha, mas as reprises da tevê pareceram indicar que o árbitro agiu corretamente.

O time de Ancelotti canalizou a raiva partindo para o jogo, mas suas esperanças de dar a volta por cima sofreram um duro golpe quando Pazzini mostrou grande habilidade desviando a atenção de Daniele Bonera e chutando no canto da rede.

Pato cabeceou um cruzamento de Giuseppe Favalli e ressuscitou o time perto do final. Seu compatriota Emerson teve um gol de empate impedido, mas o Sampdoria agüentou a pressão e garantiu seus pontos.

Giuseppe Mascara marcou o gol do dia com um disparo notável pouco depois do meio-campo, fazendo o terceiro gol no massacre de 4 x 0 do Catania sobre o Palermo, que ainda viu Mark Bresciano ser expulso logo no início do jogo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below