Mourinho minimiza especulação sobre saída da Inter

sexta-feira, 6 de março de 2009 16:55 BRT
 

MILÃO (Reuters) - O técnico da Inter de Milão, José Mourinho, minimizou nesta sexta-feira as especulações sobre seu futuro, após uma das semanas mais difíceis em sua primeira temporada como treinador na Itália.

O português envolveu-se numa guerra de acusações com outros treinadores e criticou duramente a arbitragem na terça-feira, e agora será julgado por um tribunal da federação italiana. A dureza das palavras de Mourinho causou espanto na Série A e despertou a ira de outros treinadores.

"No futebol você nunca sabe. Você pode ficar dois, três, quatro ou cinco ano, depende de tudo", disse Mourinho em entrevista coletiva, quando perguntado se considerava deixar o futebol italiano após a confusão.

"Mas certamente eu não estou trabalhando para que outro treinador venha e assuma o meu lugar", acrescentou Mourinho, que normalmente reclama do tratamento que recebe da imprensa italiana.

A Inter, atual campeã e líder do Campeonato Italiano, empatou por 3 x 3 com a Roma no último fim de semana, quando o atacante da Inter Mario Balotelli foi acusado de ter simulado um pênalti, o que levou Mourinho a defender seu jogador.

Uma derrota por 3 x 0 para a Sampdoria no jogo de ida da semifinal da Copa da Itália, no meio de semana, aumentou a pressão antes do difícil jogo da liga contra o Genoa, no fim de semana, e da partida da próxima quarta-feira diante do Manchester United, na Liga dos Campeões.

"Raiva não é o adjetivo para me definir neste momento. Orgulho é a palavra certa. Estou orgulhoso de mim mesmo", acrescentou o ex-técnico do Chelsea, que chegou à Inter em junho de 2008.

(Reportagem de Mark Meadows)

 
<p>T&eacute;cnico da Inter de Mil&atilde;o Jos&eacute; Mourinho em entrevista coletiva. 23/02/2009. REUTERS/Stefano Rellandini (IT&Aacute;LIA)</p>