Jogadores uruguaios encerram greve e retomam campeonato

sexta-feira, 6 de março de 2009 18:37 BRT
 

MONTEVIDÉU (Reuters) - Os jogadores de futebol do Uruguai encerraram nesta sexta-feira uma greve por atrasos de salários e disseram que o campeonato, que já foi interrompido duas vezes por causa da violência, será reiniciado no fim de semana.

A greve foi iniciada na segunda-feira e provocou o adiamento da rodada do meio de semana.

"Para o benefício de todos, o futebol conseguiu resolver seus problemas", disse Enrique Saraiva, presidente do sindicato dos jogadores uruguaios, em entrevista a uma rádio.

"O importante é que haverá futebol amanhã (sábado)".

Nacional e Peñarol, os dois maiores clubes do país, estavam entre as equipes que deviam dinheiro a jogadores, de acordo com o sindicato.

Segundo a imprensa uruguaia, a greve foi encerrada após os dois clubes terem assinado compromissos de pagar as dívidas.

Os clubes do futebol uruguaio sofrem problemas financeiros crônicos e as 30 equipes profissionais do país, que são divididas em duas divisões, têm enormes dificuldades para se manterem ativas.

Além disso, os problemas de violência entre torcedores aumentam as dificuldades.

Em novembro, o campeonato foi suspenso por duas semanas após torcedores do Danubio e do Nacional terem brigado dentro de campo após uma partida. A competição foi interrompida de novo em dezembro, por preocupação de segurança antes de um jogo entre Danubio e Peñarol.

(Reportagem de Conrado Hornos)