Inzaghi marca três e dá triunfo ao Milan; Fiorentina perde

domingo, 8 de março de 2009 16:24 BRT
 

Por Mark Meadows

MILÃO (Reuters) - Filipo Inzaghi marcou três vezes para ajudar o Milan a garantir de maneira mais sólida a terceira posição no Campeonato Italiano com uma vitória por 3 x 0 em casa sobre a Atalanta neste domingo.

O artilheiro de 35 anos, machucado ou relegado à posição de coadjuvante durante a maior parte da temporada, marcou o primeiro gol aos sete minutos do primeiro tempo, ao completar um cruzamento de Marek Jankulovski.

Um Milan nervoso, que perdeu por 2 x 1 para a Sampdoria na semana passada, quase deixou que a Atalanta entrasse novamente no jogo, antes que mais duas jogadas com a marca registrada de Inzaghi resolvessem o jogo no segundo tempo.

No segundo gol, ele recebeu um ótimo passe do brasileiro Alexandre Pato e tocou para encobrir o goleiro e marcar. Logo depois, ele completou com um toque esperto um cruzamento de Gianluca Zambrotta para anotar o terceiro.

David Beckham comemorou a renovação de seu empréstimo até junho jogando em uma nova posição, atrás dos atacantes, em um Milan que sofre com as ausências por contusão, que deixaram de fora os brasileiros Kaká e Ronaldinho Gaúcho.

Os Rossoneri agora têm uma vantagem de quatro pontos na terceira colocação, a última que dá acesso direto à Liga dos Campeões, depois que a Fiorentina, quarta colocada, perdeu em casa por 2 x 0 para o Palermo.

O brasileiro Fábio Simplício deu ao time da Sicília, que está na zona intermediária da tabela, a liderança no placar no começo do segundo tempo, aproveitando a bola deixada pelo goleiro Sebastian Frey, ao defender um chute de Fabrizio Miccoli. O mesmo Miccoli marcou o segundo aos 11 da segunda etapa, para deixar cabisbaixo o time de Florença.

A Lazio voltou a ter esperanças de conquistar uma vaga na Copa da UEFA ao vencer fora de casa o Napoli por 2 x 0, graças a dois gols de Tommaso Rocchi.   Continuação...

 
<p>O jogador do Milan Filipo Inzaghi comemora com o companheiro de time David Beckham depois de marcar gol contra o Atalanta na S&eacute;rie A Italiana de futebol, no dia 8 de mar&ccedil;o de 2009. REUTERS/Alessandro Garofalo (IT&Aacute;LIA)</p>