Everton e Arsenal avançam na Copa da Inglaterra

domingo, 8 de março de 2009 16:55 BRT
 

Por Mike Collett

LONDRES (Reuters) - O Everton chegou às semifinais da FA Cup pela primeira vez desde que venceu a competição em 1995, em uma partida emocionante, em que saiu atrás no placar, mas virou o jogo para 2 x 1 contra o Middlesbrough nas quartas-de-final neste domingo.

Também neste domingo, o Arsenal se classificou para disputar uma das quartas-de-final contra o Hull City, depois de golear o Burnley, da segunda divisão do Campeonato Inglês, por 3 x 0, em jogo adiado da quinta rodada, no Emirates Stadium.

Arsenal e Hull vão se enfrentar em 17 ou 18 de março, em partida que decidirá quem se juntará a Chelsea, Manchester United e Everton entre os quatro melhores. O Chelsea bateu o Coventry City fora de casa por 2 x 0 no sábado e o Manchester United goleou o Fulham por 4 x 0 no Craven Cottage.

O Everton batalhou para virar o jogo e bater o Middlesbrough no Goodison Park, com dois gols marcados no início do segundo tempo, depois que David Wheater abriu o placar com um gol de cabeça logo antes do intervalo.

Mesmo sem marcação para completar um cruzamento de Matthew Bates e ainda que o goleiro Tim Howard, do Everton, conseguisse alcançar a bola com uma mão e tirá-la das redes com a outra, a bola claramente ultrapassou toda a linha.

Os gols do Everton também foram marcados de cabeça, o primeiro dele com Marouanne Fellaini subindo mais alto que Robert Huth para tocar por cima do goleiro Brad Jones aos 5 minutos do segundo tempo.

Louis Saha, que veio do banco de reservas, aproveitou uma falha da defesa do Boro para marcar o segundo ao completar um cruzamento de Steven Pienaar sete minutos após o primeiro.

O Boro, que tentava chegar às semis pela segunda vez em quatro temporadas, agora terá que concentrar seus esforços para escapar do rebaixamento no Campeonato Inglês.   Continuação...

 
<p>O jogador do Everton Saha comemora com Cahill depois de marcar gol nas quartas-de-finais da FA Cup contra o Middlesbrough, em Liverpool, no dia 8 de mar&ccedil;o de 2009. REUTERS/Phil Noble (REINO UNIDO)</p>