Ronaldo marca depois de 1 ano e salva Corinthians

domingo, 8 de março de 2009 18:43 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A estrela de Ronaldo voltou a brilhar. O atacante, de 32 anos e apenas em sua segunda partida pelo Corinthians, entrou no segundo tempo e marcou um gol de cabeça nos acréscimos que garantiu o empate por 1 x 1 no clássico com o Palmeiras, pelo Campeonato Paulista neste domingo.

Na primeira comemoração de um gol desde 13 de janeiro de 2008, quando marcou seu último pelo Milan antes de ser submetido a uma terceira cirurgia de joelho, o atacante correu para escalar o alambrado, que acabou desabando com a pressão dos torcedores no estádio Prudentão, lotado com 45.000 torcedores.

Ronaldo, que levou o cartão amarelo devido à comemoração, marcou aos 47 minutos após cobrança de escanteio de Douglas pela direita. O atacante, que reconhecidamente não é um especialista em cabeçadas, se posicionou na segunda trave e tocou por trás da defesa para o fundo da rede.

"Esquecendo um pouco a modéstia, esse momento (do gol) eu domino com perfeição. Se eu não soubesse fazer isso não teria chegado onde cheguei", disse Ronaldo, cercado por jornalistas ainda no gramado do estádio Eduardo José Farah (Prudentão), em Presidente Prudente, a 580 quilômetros de São Paulo.

"Sinto muito pelo incidente (do alambrado), mas a emoção é tão grande, não dá para conter", acrescentou Ronaldo, que na quarta-feira deve fazer seu primeiro jogo pelo Corinthians em São Paulo, contra o São Caetano.

Em seu primeira clássico pelo clube paulista, com quem assinou em dezembro e só estreou ao entrar no segundo tempo do jogo de quarta-feira contra o Itumbiara, pela Copa do Brasil, Ronaldo começou novamente no banco de reservas e só entrou em campo depois que o Corinthians perdia por 1 x 0, gol de Diego Souza, aos 3 minutos do segundo tempo.

O atacante, três vezes eleito o melhor do mundo pela Fifa, entrou em campo aos 19 da etapa final, no lugar do no zagueiro argentino Sergio Escudero, e jogou centralizado numa linha com três atacantes, ao lado de Dentinho e Jorge Henrique.

Numa partida que era dominada pelo Palmeiras, líder do Campeonato Paulista três pontos à frente do Corinthians, a entrada do atacante mudou a história.

Mesmo jogando apenas parte do segundo tempo, foram dos pés de Ronaldo que surgiram as melhores oportunidades para empatar a partida. Na mais clara delas, o atacante recebeu na intermediária, livrou-se do marcador, e acertou o travessão numa finalização de fora da área.   Continuação...

 
<p>O atacante Ronaldo (direita) comemora com a torcida ap&oacute;s marcar o gol de empate do Corinthians com o Palmeiras pelo Campeonato Paulista. Ao lado de Cristian, Ronaldo correu para o alambrado do est&aacute;dio Prudent&atilde;o, em Presidente Prudente, depois de marcar, de cabe&ccedil;a, seu primeiro gol em mais de um ano e o primeiro desde que sofreu a terceira cirurgia de joelho. REUTERS/Paulo Whitaker (BRAZIL)</p>