Toro Rosso prevê dificuldades para repetir bom desempenho

segunda-feira, 9 de março de 2009 11:33 BRT
 

BARCELONA (Reuters) - A Toro Rosso apresentou nesta segunda-feira seu novo STR4 para a próxima temporada da Fórmula 1 e o chefe da equipe, Franz Tost, reconheceu que a escuderia deve ter dificuldades para corresponder às expectativas depois das boas corridas do ano passado.

"Todas as equipes devem ter o mesmo alvo: ganhar toda corrida que entrar", disse Tost, antes de o francês Sebastien Bourdais completar as primeiras voltas do novo carro no circuito da Catalunha, em Barcelona.

"É claro que isso não vai acontecer, e mesmo igualar à exibição de 2008 será difícil, já que o esporte ingressa em uma nova era. Por isso nosso alvo deve ser deixar cada corrida na noite de domingo sabendo que fizemos o melhor trabalho que pudemos", acrescentou o chefe da escuderia.

"Historicamente, sempre que as regras mudam significativamente, são sempre as equipes maiores e mais bem estabelecidas que têm os recursos técnicos e a experiência para reagir rapidamente se adaptando às mudanças", acrescentou, citando as novas regras que entram em vigor nesta temporada.

Em 2008, a Toro Rosso levou o alemão Sebastian Vettel a se tornar o mais jovem vencedor de uma corrida na Fórmula 1, ao ganhar o Grande Prêmio da Itália desde a pole position, em setembro.

No Mundial de Construtores, a Toro Rosso também somou 39 pontos, mais do que nunca antes, e terminou em sexto na pontuação geral, um lugar acima da equipe-irmã de maior investimento Red Bull.

Vettel transferiu-se nesta temporada para a Red Bull, e foi substituído na Toro Rosso pelo suíço Sebastien Buemi, de 20 anos, que será o piloto mais jovem do grid de largada quando a temporada começar, na Austrália, no dia 29 de março.

Bourdais, cuja carreira ficou pendurada até fevereiro, foi confirmado para a segunda temporada, depois de um primeiro ano difícil.

O carro da Toro Rosso foi projetado pela equipe liderada por Adrian Newey, da Red Bull, mas difere do modelo da Red Bull por ter um motor Ferrari, enquanto a outra usa motor Renault.

O diretor técnico Giorgio Ascanelli, cuja equipe terá de projetar o próprio chassi para o próximo ano sob as novas regras, disse que o carro já tem muita diferença do sistema do Red Bull.

(Reportagem de Alan Baldwin)

 
<p>Pilotos da Toro Rosso posam para foto durante apresenta&ccedil;&atilde;o oficial do novo carro STR4 para a pr&oacute;xima temporada da F&oacute;rmula 1. REUTERS/Albert Gea</p>