Clubes e ligas apoiam plano de Platini para novo limite de idade

segunda-feira, 9 de março de 2009 20:07 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - Os grandes clubes e ligas apoiaram a proposta do presidente da Uefa, Michel Platini, para barrar as transferências internacionais para a Europa de jogadores menores de 18 anos, disse a entidade reguladora do futebol europeu nesta segunda-feira.

Platini afirmou que aumentar o limite de idade é necessário para combater o crescente número de jogadores jovens, principalmente da África e da América Latina, traficados para a Europa.

No entanto, qualquer nova regra deve ser aprovada pela União Europeia (UE) onde a idade mínima legal para transferências internacionais é de 16 anos.

"Todos os quatro grupos (associações, clubes, ligas e jogadores) concordaram no princípio de que não deverá haver transferências de menores (de jogadores com menos de 18 anos) para e dentro da Europa", disse a Uefa em comunicado.

O acordo assinado pela Uefa, a Associação de Clubes Europeus (representando os 137 maiores como o Manchester United e Real Madrid), a união dos jogadores FIFPro e as Ligas Europeias de Futebol diz também que jogadores menores de 18 anos devem assinar seu "primeiro contrato" com o clube que os treinou.

No mês passado, o comissário da UE para esportes, Jan Figel, disse estar disposto a perguntar aos 27 países da UE para apoiarem o plano de Platini se fosse lhe dada evidência de que a proposta acabaria com a exploração de jogadores jovens.

A entidade reguladora do futebol, a Fifa, que supervisiona as transferências internacionais, também apoiou a proposta de Platini.

(Reportagem de Darren Ennis)