Riquelme anuncia saída da seleção por diferenças com Maradona

terça-feira, 10 de março de 2009 20:31 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - O talentoso meio-campista do Boca Juniors Juan Román Riquelme disse nesta terça-feira que renunciará à seleção argentina de futebol por diferenças com o técnico, Diego Maradona.

Riquelme, que disse não ter os mesmos códigos do atual técnico da seleção, se sentiu mal após, segundo a imprensa local, Maradona dizer que teria ligado cinco vezes e ele não atendeu ao telefone.

"Me dói muito mas não jogarei o Mundial...Tenho 30 anos e não sou uma criança, já estou um pouco cansado, quero aproveitar e estar em paz", destacou Riquelme em uma entrevista exclusiva ao canal 13 da televisão argentina.

"Morro para jogar com a camisa da seleção, tinha um sonho muito grande de jogar o Mundial e vai me doer muito assistí-lo pela televisão", destacou.

"Hoje, com o técnico da seleção, não pensamos igual. A seleção acabou para mim e tenho isso muito claro, me dói muito e quero que vá bem", destacou.

Na semana passada, Maradona disse em uma entrevista à televisão argentina que "com Riquelme tem uma questão pendente. Quero ele como ligação mas que tenha velocidade mental para colocar bolas aos atacantes e que chegue também".

"Se não, não me serve", disse Maradona.

(Reportagem de Luis Ampuero)

 
<p>O talentoso meio-campista do Boca Juniors Juan Rom&aacute;n Riquelme disse na ter&ccedil;a-feira que renunciar&aacute; &agrave; sele&ccedil;&atilde;o argentina de futebol por diferen&ccedil;as com o t&eacute;cnico, Diego Maradona. REUTERS/Bruno Domingos/Arquivo (ARGENTINA)</p>