Fifa adia anúncio de cidades-sede da Copa de 2014 para final de maio

quarta-feira, 11 de março de 2009 18:24 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - A Fifa decidiu adiar para o final de maio o anúncio das 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 que acontecerá no Brasil, informou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nesta quarta-feira.

O anúncio, que seria feito em Zurique entre os dias 19 e 20 deste mês, foi transferido para acontecer durante reunião do Comitê Executivo da Fifa, nas Bahamas.

Segundo comunicado da Fifa, divulgado no site da CBF, a mudança foi decidida para que a federação internacional tenha "mais tempo para a análise do material recebido depois da última inspeção feita em 17 cidades brasileiras entre janeiro e fevereiro de 2009".

Inicialmente, a Fifa planejava realizar a Copa do Mundo de 2014 em 10 cidades brasileira, porém, atendendo a um pedido dos organizadores, concordou em aumentar o número de sedes para 12, durante reunião do comitê executivo da entidade em Tóquio, em dezembro do ano passado.

No início deste ano, inspetores da Fifa visitaram as 17 cidades pré-candidatas a serem sedes das partidas. Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Goiânia, Campo Grande, Cuiabá, Rio Branco, Manaus, Belém, Salvador, Recife, Natal, Fortaleza e São Paulo receberam a comissão, que realizou sobrevoos e conheceu estádios.

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, já admitiu que atualmente nenhum estádio do país está enquadrado nas exigências da Fifa para receber uma partida de Copa do Mundo, o que exigiu de todas as cidades candidatas projetos de novos estádios ou de grandes reformas nos existentes.

"O adiamento na realidade contribui para diminuir ainda mais o prazo, que já está defasado em termos de cronograma, para contratação de projetos e obras exigidos para dotar as cidades-sede de uma estrutura compatível com as exigências da Fifa e da magnitude do evento", afirmou em comunicado José Roberto Bernasconi, presidente do Sindicato da Arquitetura e Engenharia (Sinaenco), que recentemente fez um estudo sobre a situação dos estádios do país.

De acordo com a Fifa, a mudança na data do anúncio foi decidida em comum acordo com o comitê organizador da Copa, "uma vez que não há necessidade imperativa de uma decisão imediata sobre a escolha das cidades-sedes".

(Reportagem de Ana Paula Paiva; Edição de Pedro Fonseca)