Atacante do Everton é confundido com ladrão de joias

quinta-feira, 12 de março de 2009 16:42 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O atacante do clube inglês Everton Victor Anichebe exigiu um pedido de desculpas da polícia nesta quinta-feira, depois de ter sido abordado por policiais que acharam que o jogador fosse integrante de uma quadrilha de ladrões de joias.

Anichebe e um amigo estavam observando a vitrine de uma joalheria na rica cidade de Knutsford, no norte da Inglaterra, quando os policiais fizeram a abordagem, acreditando que os dois estavam vigiando o local para seus comparsas.

Enquanto o jogador nigeriano de 20 anos, que estava de muletas devido à uma cirurgia de joelho na semana passada, discutia com o policial, seu amigo foi algemado.

Os dois foram finalmente soltos quando as autoridades perceberam o erro cometido, mas o incidente deixou Anichebe chateado e angustiado, disse um porta-voz do Everton.

O jogador estava esperando que os investigadores pedissem desculpas, o que não tinha acontecido até a tarde desta quinta.

"Nós esperamos agora que ele recebesse um pedido de desculpas íntegro e sincero dos policiais, e ambos, ele e o clube, poderiam, então, considerar esta questão encerrada", disse o porta-voz.

A polícia de Cheshire disse que operadores do circuito fechado de televisão estavam monitorando as joalherias em Knutsford e das áreas ao redor após um grande número de roubos, e informaram que Anichebe e seu amigo estavam agindo de forma suspeita.

"A polícia chegou ao local dentro de minutos e começou a falar com os dois homens. Ocorreu um diálogo esquentado na tentativa de apurar exatamente o que as duas pessoas estavam fazendo do lado de fora da joalheria", disse a polícia em comunicado.

"Foi apurado depois que não havia qualquer conduta criminal no comportamento dos dois homens."

(Reportagem de Michael Holden)

 
<p>Atacante Victor Anichebe, do Everton, em foto de arquivo de 2007. O jogador foi confundido um ladr&atilde;o de joias. REUTERS/ Gleb Garanich (UKRAINE)</p>