Dunga deixa portas da seleção abertas a Ronaldo

quinta-feira, 12 de março de 2009 17:23 BRT
 

RIO (Reuters) - O técnica Dunga indicou nesta quinta-feira que as portas da seleção brasileira podem se reabrir para o atacante Ronaldo, que marcou dois gols em três partidas pelo Corinthians.

"Nós não estamos trabalhando diariamente com o jogador. Na hora que nós acharmos que o jogador está em condições e está jogando bem, nós vamos chamar", disse Dunga a jornalistas após anunciar a lista de convocados para os jogos do Brasil contra Equador e Peru, pelas eliminatórias da Copa de 2010.

"Ronaldo não precisa provar a ninguém que sabe fazer gols", acrescentou o treinador, que teve de reservar boa parte da coletiva sobre os convocados ao atacante de 32 anos, maior artilheiro de Copas do Mundo.

Dunga assumiu a seleção após o fracasso na Copa de 2006 com a tarefa de mudar a mentalidade e a base do grupo que foi eliminado nas quartas-de-final na Alemanha. De lá para cá, ele deixou de fora veteranos como Ronaldo, Roberto Carlos e Cafu.

No entanto, o treinador não esperava que Ronaldo, após mais uma lesão no joelho, pudesse causar uma "nova dor de cabeça". O jogador passou mais de um ano se recuperando de uma cirurgia no joelho e voltou a atuar na semana passada. Apesar de não estar na forma ideal, ele marcou dois gols importantes pelo Corinthians.

"Estou tranquilo (com a pressão por Ronaldo). Estou torcendo como todos os brasileiros pelo Ronaldo. O futebol é uma coisa fantástica", declarou Dunga.

Dunga chamou para os jogos contra Equador e Peru os atacantes Alexandre Pato, Adriano, Luís Fabiano e Robinho. "Estou muito feliz com os centroavantes que estão aí, eles têm dado resultado, têm marcado gols e não têm por que ficar se lamentando".

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)