March 13, 2009 / 11:31 PM / 8 years ago

Maradona convoca time que enfrenta Venezuela e Bolívia

4 Min, DE LEITURA

Por Luis Ampuero

BUENOS AIRES (Reuters) - O técnico da seleção argentina, Diego Maradona, anunciou na sexta-feira a lista de 26 convocados para as partidas contra Venezuela e Bolívia pelas eliminatórias para a Copa de 2010.

A grande ausência na lista divulgada pelo site da federação local é o meia Juan Román Riquelme, que há poucos dias anunciou sua decisão de deixar a seleção. As novidades são o goleiro Federico Vilar, que joga no México e recebe sua primeira convocação aos 32 anos, e o zagueiro Juan Forlín, do Boca.

Nos dois amistosos que disputou como técnico da seleção, Maradona nunca pôde contar com Riquelme. Ele explicou ao canal TyC Sports que pretendia convocar o meio-campista do Boca, mas "tivemos de mudar tudo (no esquema tático) pela baixa de Riquelme".

O meia anunciou que não gostaria de ser convocado porque não seguia "os mesmos códigos que o técnico da seleção". Maradona havia cobrado um Riquelme mais ativo e com melhor preparo físico.

"Se não posso dizer que jogue 20 metros mais à frente, eu não seria o técnico da seleção. Não estou faltando com o respeito a ninguém", disse Maradona.

"Com Román sempre me portei bem, liguei para ver por que não jogou contra o Independiente (pelo torneio local) e não me respondeu, depois houve o que houve", acrescentou.

Na sua primeira mensagem aos jogadores quando assumiu o cargo, em 2008, Maradona disse que "à seleção nunca se diz não; você quer estar ou não quer estar. Não há cinzas, é branco ou preto".

Maradona, campeão mundial como jogador em 1986 e vice em 90, fará sua estreia numa partida oficial no sábado, dia 28, contra a Venezuela, no estádio Monumental de Buenos Aires. Quatro dias depois, enfrenta a Bolívia na altitude de La Paz.

A seguir, a lista dos convocados:

Goleiros: Juan Pablo Carrizo (Lazio, Itália), Mariano Andújar (Estudiantes de La Plata) e Federico Vilar (Atlante, México).

Defensores: Emiliano Papa (Vélez Sarsfield), Juan Forlín (Boca Juniors), Marcos Angeleri (Estudiantes), Javier Zanetti (Inter de Milão, Itália), Walter Samuel (Inter), Martín Demichelis (Bayern de Munique, Alemanha), Gabriel Heinze (Real Madrid, Espanha) e Daniel Díaz (Getafe, Espanha).

Meio-campistas: Sebastián Battaglia (Boca Juniors), Juan Sebastián Verón (Estudiantes), Daniel Montenegro (Independiente), Jonás Gutiérrez (Newcastle, Inglaterra), Maximiliano Rodríguez (Atlético de Madrid, Espanha), Angel Di María (Benfica, Portugal), Luis González (Porto, Portugal), Javier Mascherano (Liverpool, Inglaterra), Fernando Gago (Real Madrid).

Atacantes: Lionel Messi (Barcelona, Espanha), Sergio Agüero (Atlético de Madrid, Espanha), Carlos Tevez (Manchester United, Inglaterra), Diego Milito (Genoa, Itália), Ezequiel Lavezzi (Nápoli, Itália) e Lisandro López (Porto).

Reportagem de Luis Ampuero

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below