Nadal minimiza chances de Grand Slam, foca no Aberto dos EUA

sábado, 14 de março de 2009 14:19 BRT
 

Por Simon Cambers

INDIAN WELLS, Califórnia (Reuters) - Rafael Nadal subestimou suas chances de conquistar o Grand Slam, ou seja, de vencer os quatro principais torneios no mesmo ano, apesar de o número 1 do mundo ter dominado completamente o tênis masculino nos últimos 12 meses.

Rod Laver foi o último tenista a vencer o Aberto da Austrália, o Aberto da França, Wimbledon e o Aberto dos Estados Unidos no mesmo ano em 1969 e, embora Nadal tenha vencido o torneio australiano em janeiro, ele disse que vencer os outros três seria uma missão quase impossível.

"Minhas chances são realmente pequenas", afirmou Nadal aos repórteres em Indian Wells, onde ele é o primeiro cabeça-de-chave do torneio.

"O que Rod Laver fez foi impressionante. Mas, ao mesmo tempo, era um pouco mais naquela época do que é agora, porque naquela época acho que eles jogavam em apenas duas superfícies diferentes (grama e saibro)."

"Agora nós temos três e os Abertos da Austrália e dos Estados Unidos não são disputados exatamente no mesmo piso."

Nadal será o favorito absoluto para vencer o Aberto da França, cujo troféu ele já conquistou nos últimos quatro anos, e também irá defender seu título em Wimbledon, em junho.

"O Aberto dos Estados Unidos é um grande objetivo atualmente", declarou o espanhol. "Eu adoraria vencer lá, o quarto. Mas eu sei como tudo é difícil e estou feliz com os meus resultados. Vou continuar trabalhando, mas vencer todo torneio é muito difícil. E se você falar de Grand Slam, é mais difícil ainda", acrescentou.

O espanhol falou ainda que está tentando desenvolver todas as partes de seu jogo.

"Estou tentando jogar um pouco mais agressivamente, sacar um pouco melhor, ser um jogador mais completo."

"Se você consegue fazer um bom golpe de slice, já tem mais uma opção. Se você consegue volear na rede, é mais uma. No final, quando você tem mais opções, tem mais recursos. Quando está num jogo difícil, isso é realmente muito importante", finalizou o número 1 do mundo.

 
<p>Rafael Nadal durante partida disputada com Marc Lopez contra Frantisek Cermak e Michal Mertinak, no torneio de Indian Wells, Calif&oacute;rnia. 13/3/009. REUTERS/Michael Fiala (EUA)</p>