Itália considera proposta conjunta com França por Euro 2016

segunda-feira, 16 de março de 2009 15:54 BRT
 

MILÃO (Reuters) - O presidente da Federação Italiana de Futebol disse nesta segunda-feira que a Itália considera co-sediar a Eurocopa de 2016 com a rival França.

A Uefa informou na semana passada que Itália, França e Turquia tinham demonstrado interesse em sediar a competição sozinhos, e que Noruega e Suécia tinham apresentando uma proposta de dividir a organização do torneio.

"Nós não temos problemas com uma proposta conjunta pela Euro 2016. Se for com a França, seria com um país amigo e vizinho. Se isso não for tecnicamente e politicamente possível, nós iremos adiante sozinhos", disse Giancarlo Abete em entrevista para uma emissora de rádio italiana.

"Com grande transparência, queremos checar se podemos encontrar um caminho a seguir. Se não for possível, não temos medo de competir."

A Itália foi batida no processo que escolheu Ucrânia e Polônia como sedes da Euro 2012, em grande parte devido aos problemas dos estádios do Campeonato Italiano, que não foram reformados ou modernizados desde a Copa do Mundo de 1990.

Grandes investimentos seriam necessários para modernizar a infraestrutura do futebol italiano, o que se torna especialmente difícil durante a crise econômica global. Dessa forma, a proposta de dividir a organização do torneio ganha força no país.

No entanto, o presidente da federação francesa, Jean-Pierre Escalettes, já havia dito este mês que a França não pretende dividir a organização do torneio.

"Mantemos as nossas declarações anteriores. Vamos concorrer por conta própria e não temos nenhum plano de fazer uma proposta conjunta com outro país", disse o porta-voz da federação francesa François Manardo nesta segunda-feira.

França e Itália são rivais tanto dentro como fora das quatro linhas.   Continuação...