March 23, 2009 / 1:17 PM / 8 years ago

Polêmica da pontuação é constrangedora, diz chefe da Ferrari

3 Min, DE LEITURA

<p>A pol&ecirc;mica sobre o sistema de pontua&ccedil;&atilde;o da F&oacute;rmula 1 este ano &eacute; constrangedora, na opini&atilde;o de Stefano Domenicali, chefe da equipe Ferrari.Stefano Rellandini</p>

MILÃO (Reuters) - A polêmica sobre o sistema de pontuação da Fórmula 1 este ano é constrangedora, na opinião de Stefano Domenicali, chefe da equipe Ferrari.

A Federação Internacional do Automobilismo (FIA) decidiu na semana passada que o campeão de 2009 seria o piloto que acumulasse mais vitórias, e não mais pontos. Dias depois, sob pressão das equipes, a entidade recuou, anunciando que o novo sistema pode ser adiado para 2010.

A Fota (associação das equipes) queria que o vencedor de cada GP recebesse 12 pontos, em vez dos 10 atuais. Aparentemente, será mantido em 2009 o sistema de pontuação do ano passado: 10-8-6-5-4-3-2-1.

"Parece-me constrangedor o que aconteceu nos últimos dias", disse Domenicali à edição desta segunda-feira do jornal Gazzetta dello Sport.

"Queríamos uma diferença maior entre o vencedor e os demais, e em vez disso (a FIA) diz que é como em 2008. Temos de ter paciência."

A menos de uma semana do GP de abertura da temporada, na Austrália, também vai se formando uma polêmica a respeito de difusores.

O presidente da FIA, Max Mosley, disse que provavelmente as demais equipes vão protestar contra os difusores traseiros adotados por Brawn, Toyota e Williams.

"Estamos convencidos de que certas interpretações que foram aplicadas não correspondem à natureza das regras", disse Domenicali.

"Precisa haver uma maior responsabilidade da parte de todos. Espero que a questão possa ser resolvida rapidamente."

O brasileiro Felipe Massa, vice-campeão em 2007 após ficar um ponto atrás do britânico Lewis Hamilton, da McLaren, é novamente um dos favoritos neste ano, mas Domenicali disse que o outro piloto ferrarista, o finlandês Kimi Raikkonen, campeão em 2007, também pode brigar.

"Eu o vejo motivado e mais magro, dizem que 3 quilos. Ele sabe que para ele, como piloto da Ferrari e como homem, esta será uma temporada importante. Ele é inteligente o suficiente para entender isso", afirmou o dirigente.

O italiano acrescentou ainda que a equipe quase certamente usará o novo sistema Kers, de recuperação de energia cinética, em todas as provas da temporada. Sinalizou ainda que o ex-dirigente ferrarista Jean Todt pode ser o sucessor de Mosley na FIA.

Apesar das novas regras em vigor, Domenicali disse não esperar mais ultrapassagens nesta temporada, mas afirmou que pode haver mais batidas devido às asas dianteiras maiores.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below