Uefa estuda limitar elenco de clubes para reduzir gastos

terça-feira, 24 de março de 2009 11:53 BRT
 

Por Darren Ennis

ESTRASBURGO, França (Reuters) - A Uefa está considerando a possibilidade de pedir aos clubes que limitem o tamanho de seus elencos a 25 jogadores, numa tentativa de reduzir as enormes folhas salariais do futebol na Europa, disse nesta terça-feira um importante dirigente da entidade.

William Gaillard, conselheiro especial do presidente da Uefa, Michel Platini, disse à Reuters que reduzir o número de profissionais contratados pelos clubes europeus foi melhor recebido do que a proposta feita por Platini de impor tetos salariais e limites para transferências. As iniciativas visam a ajudar a administrar os efeitos da crise financeira global.

"Não há solução rápida ou fácil para proteger os clubes da crise global... mas uma proposta que parece ganhar apoio é limitar os profissionais contratados, como já temos na Liga dos Campeões", disse Gaillard em entrevista.

"Mas certamente precisaríamos receber o apoio dos principais clubes, mas o mais importante são as ligas e associações que organizam as competições domésticas."

Atualmente, os clubes só podem inscrever 25 jogadores para a Liga dos Campeões e a Copa da Uefa.

Gaillard afirmou que a proposta de Platini de reduzir os gastos dos clubes em 50 a 60 por cento limitando os salários e os preços das transferências "ainda está na mesa, mas ficou mais difícil".

De acordo com a Uefa, alguns clubes grandes estão pagando até 200.000 euros (272.600 dólares) por semana a seus principais jogadores.